Por Amanda Tonon – CEO da Kekala Custom 

Na era digital a interação das empresas com os seus consumidores nas mídias sociais está cada vez mais presente e necessária para o sucesso do negócio. Este tipo de marketing digital utiliza as plataformas sociais para divulgar de maneira muito efetiva as marcas, os produtos e até mesmo serviços oferecidos.

A velocidade, o volume e a quantidade de cliques, compartilhamentos e de conteúdos sem uma fórmula precisa para acontecer são características de um efeito viral. No entanto, alguns formatos têm maior possibilidade de se tornarem virais na internet. O sucesso de várias personalidades online é atestado por vídeos humorísticos, clipes musicais e “memes” populares.

Porém, notamos que se utilizar destas mídias digitais para alcançar usuários de forma espontânea está cada vez mais estratégico dentro das empresas. Amanda Tonon, CEO da Kekala Custom Picolé, idealizou seu projeto de viralização nas redes antes mesmo de criar seu negócio, fazendo o caminho contrário do costumeiro.

 “Quando analisamos o consumo atual, percebemos que cada vez mais o cliente está não apenas buscando um produto legal, mas uma experiência que o alimente de conteúdo para as redes sociais. As empresas partem do princípio de se criar algo que possa se tornar viral. No meu caso, fiz o caminho oposto, pensei: para ser viral, o que preciso construir?”, explica Amanda.

A marca já bem conhecida nas redes sociais acumula mais de 192 mil seguidores em sua página oficial do Instagram. A interação dos seguidores movimenta as redes fazendo que a cada lançamento da Kekala, um novo recorde de visualizações seja batido.

Para quem pensa em abrir um negócio que se torne viral, Amanda traz cinco dicas de como colocar a internet para trabalhar a seu favor e se tornar viral.

1 – Cliente fazer parte da criação do produto

O produto se torna único quando o cliente se torna co-produtor. A individualidade da experiência faz com que o cliente se sinta exclusivo, se fidelize e de forma espontânea traga outros clientes.

2 – A experiência importa

A qualidade do produto se torna tão importante quanto a experiência agregada a ele. Quando você cria um encantamento no cliente, ele se sente motivado a repetir a compra.

3 – Ser instagramável

Na era digital, as pessoas buscam quase inconscientemente por histórias para contar em suas redes sociais. Crie um ambiente, um produto e uma experiência que sejam convidativos. De forma espontânea, seus clientes irão compartilhar seu produto e com isso irão atingir outros potenciais clientes.

4 – Tenha uma rede social humana e real

Quando a marca utiliza apenas fotos muito tratadas e que fogem da realidade, ela perde a identificação que o cliente poderia ter com aquele produto. As pessoas querem ver uma imagem que seja linda, mas ao mesmo tempo real e que elas consigam replicar em suas redes sociais suas próprias imagens reais.

5 – Procure entender a mente do seu consumidor

A forma como o consumidor vivencia o primeiro contato com a sua marca é fundamental para seu relacionamento. No momento da jornada de compra surpreenda-o.

ASCOM