Brasil já tem 6 casos confirmados e 9 em investigação da ômicron

Brasil já tem 6 casos confirmados e 9 em investigação da ômicron - brasilImagem de Gerd Altmann por Pixabay

O Ministério da Saúde confirmou no sábado (4) o sexto caso da variante ômicron do coronavírus no país. Todos os infectados estavam vacinados e apresentaram sintomas leves.

O novo caso foi registrado no Rio Grande do Sul. É a primeira confirmação no estado.

Houveram três confirmações da ômicron em São Paulo e duas no Distrito Federal. O Ministério da Saúde informou ainda que nove casos estão em investigação, sendo seis no DF e três no Rio Grande do Sul.

Bahia Noticias

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Ministério da Saúde oferece mais de 21 mil vagas para Médicos pelo Brasil - brasilImagem de Darko Stojanovic de Pixabay

Mais de 21,5 mil vagas no Programa Médicos pelo Brasil estão sendo disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. De acordo com a pasta, os profissionais poderão atuar em 5.233 municípios brasileiros, ou seja, quase 94% do país. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nessa sexta-feira (3). O objetivo é reforçar o Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa vai substituir gradativamente o Mais Médicos para o Brasil na Atenção Primária à Saúde (APS). São oferecidos aos médicos selecionados para o programa a formação em medicina de família e comunidade, avaliação de desempenho, possibilidade de contratação por meio do regime CLT, a progressão de carreira (para diminuir a rotatividade) e gratificação para atuar em áreas remotas e de saúde indígena.

De acordo com o Ministério da Saúde, os gestores de saúde dos municípios elegíveis devem fazer a adesão ao Médicos pelo Brasil, cujo edital deve ser publicado segunda-feira (6). O edital do processo seletivo para médicos também será publicado neste mês. (mais…)

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país por crise hídrica

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país por crise hídrica - brasilFoto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou qualquer risco de desabastecimento elétrico ou de apagão no país, por conta da crise hídrica dos reservatórios. Segundo o ministro, tirando causas meteorológicas externas, não haverá racionamento por falta de energia.

“Não há hipótese alguma de racionamento ou apagão por falta de energia. Pode ser por conta de um raio, de uma tempestade, mas não por falta de energia. É isto que nós estamos trabalhando, há mais de ano, para garantir aos consumidores brasileiros”, afirmou o ministro, durante a inauguração do novo laboratório do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) da Eletrobras, em Nova Iguaçu (RJ).

Bento Albuquerque disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas sobre os principais reservatórios, mas ressaltou que o setor elétrico soube trabalhar para superar o problema: “Não há risco de desabastecimento de energia de forma alguma, mas eu entendo que o uso racional da energia tem que fazer parte da nossa educação e da nossa cultura.”

Agência Brasil

São Paulo confirma o terceiro caso da variante Ômicron no país

São Paulo confirma o terceiro caso da variante Ômicron no país - brasilImagem ilustrativa | Foto: Sumaia Villela/ Agência Brasil

A Secretaria de Estado de São Paulo confirmou nesta quarta-feira, dia 1ª, o terceiro caso da variante Ômicron no Brasil. Trata-se do passageiro da Etiópia que desembarcou em Guarulhos no último sábado quando testou positivo para Covid-19. A amostra foi sequenciada geneticamente pelo Instituto Adolfo Lutz do Governo de SP.

O homem de 29 anos foi testado no aeroporto pelo laboratório CR Diagnósticos ao desembarcar no país e não apresentava sintomas. Ele é vacinado com as duas doses do imunizante da Pfizer. Em isolamento domiciliar desde o último sábado, sem sintomas e sendo acompanhado pela vigilância do município de Guarulhos, local que reside.

“É importante salientar que o comportamento de um vírus pode ser diferente em locais distintos em virtude de fatores demográficos e climáticos, por exemplo. Aproveitamos para reforçar a importância da vacinação, principalmente aquelas 3,9 milhões de pessoas que ainda não tomaram a sua segunda dose, pois somente desta forma estarão totalmente protegidas”, destaca o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Gov-SP

Dois primeiros casos da variante Ômicron no Brasil são confirmados em São Paulo

Dois primeiros casos da variante Ômicron no Brasil são confirmados em São Paulo - noticias, brasilImagem de Gerd Altmann por Pixabay

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira, dia 30, os dois primeiros casos importados da nova variante Ômicron do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil. A confirmação foi feita após sequenciamento genético no laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein, com qualidade já avaliada e atestada pelo Instituto Adolfo Lutz do Governo de SP. Os dois casos de Ômicron (B.1.1.529) são de homem de 41 anos e uma mulher de 37, provenientes da África do Sul.

Ambos tiveram resultado positivo em exames de PCR coletado no laboratório do Einstein instalado no Aeroporto Internacional de Guarulhos antes de viagem à África do Sul. O exame inicial (PCR) foi feito no dia 25 de novembro e os dois apresentavam sintomas leves na ocasião. Diante do diagnóstico positivo, o casal foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar. Ambos estão sob monitoramento das Vigilâncias estadual e municipal de São Paulo, juntamente com seus respectivos familiares.

Está em andamento no Instituto Adolfo Lutz o sequenciamento genético referente ao caso comunicado à Vigilância estadual no domingo, dia 28. O passageiro com origem da Etiópia não apresentava sintomas e, por ter visitado a África do Sul, buscou a testagem no aeroporto de Guarulhos. Ele reside na cidade homônima, onde segue em isolamento desde o desembarque e é monitorado pela Vigilância do município. A responsabilidade no monitoramento nos aeroportos é da Anvisa e, até o momento, o Governo Federal não exige comprovante de vacinação contra Covid-19 de viajantes estrangeiros para entrada no país.

Gov-SP

Resultado do Enem 2021 deve ser divulgado em fevereiro de 2022

Resultado do Enem 2021 deve ser divulgado em fevereiro de 2022 - brasilFoto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), os resultados das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem ser divulgados em 11 de fevereiro do ano que vem. A data foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, durante entrevista coletiva.

De acordo com o presidente do Inep, Danilo Dupas, o comparecimento neste domingo (28), segundo dia de provas, foi de 70%. Conforme divulgou a Agência Brasil, o presidente do instituto também confirmou que está aberto o prazo para que os estudantes que não compareceram aos locais de prova por problemas logísticos ou por doenças infectocontagiosas, peçam a reaplicação do exame.

Durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (29), o delegado da Polícia Federal, Cléo Mazzotti, informou que foram cumpridos 31 mandados de prisão nos locais de prova. O alvo foram pessoas acusadas de tráfico de drogas, cárcere privado e estupro de vulnerável, entre outros crimes. Duas pessoas foram presas pela tentativa de uso de ponto eletrônico em dois locais de prova. (mais…)

Congresso ‘passa o trator’ e aprova resolução que autoriza emendas de relator

Congresso 'passa o trator' e aprova resolução que autoriza emendas de relator - brasilFoto: Roque de Sá/ Agência Senado

Durante a segunda-feira (29), deputados e senadores se debruçaram sobre o Projeto de Resolução Normativa (PRN) 4/2021, resolução que visa dar mais transparência à execução das emendas de relator, conhecidas como “orçamento secreto”, limitando-as a R$ 16,9 bilhões. Tidas como uma das principais ferramentas do governo para garantir apoio de parlamentares em projetos de seu interesse, as emendas haviam sido suspensas em decisão autocrática da ministra Rosa Weber, acatada por 9 votos a 2 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em meio à tramitação da PEC dos Precatórios, no início de novembro.

Atualmente, não há um mecanismo de rastreio e controle da distribuição dessas emendas, mas estima-se que cerca de R$ 30 bilhões ‘às cegas’ para beneficiar as propostas do governo federal. Em um esforço concentrado, ambas as casas legislativas se propuseram a votar em conjunto pela validação da resolução. Pela Câmara, o texto computou 268 votos favoráveis, 23 contra e uma abstenção. Já no Senado, a matéria recebeu 34 a favor e 32 contrários. Agora, o texto segue para promulgação.

De acordo com o relator da proposta, senador Marcelo Castro (MDB-PI), as emendas de relator sempre existiram e, segundo ele, continuarão a existir. “Defendo que seja estipulado um limite para esses recursos e que sejam fortalecidas as emendas de bancada e de comissões”, comentou em discurso no início da sessão – iniciada por volta das 14h na Câmara e às 16h no Senado. (mais…)

Brasileiro testa positivo para covid-19 ao chegar da África

Brasileiro testa positivo para covid-19 ao chegar da África - brasilImage by Stela Di from Pixabay

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste domingo, dia 28, que um brasileiro com passagem pela África do Sul testou positivo para covid-19 ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Não foi confirmado se o passageiro está contaminado pela variante Ômicron. De acordo com a Anvisa, o passageiro chegou ao país nesse sábado, dia 27, em um voo da Ethiopian Airlines, apresentou um teste negativo feito na origem do voo, conforme determina uma portaria interministerial, e estava assintomático. No entanto, um novo teste PCR, realizado em um laboratório do aeroporto, deu positivo. O cidadão é vacinado contra a covid-19.

Após a identificação, autoridades de saúde foram notificadas pela Agência. “Após a identificação e testagem com resultado positivo para covid-19, o paciente foi colocado em isolamento e já cumpre quarentena residencial. Os órgãos de saúde estadual e municipal passam a fazer o monitoramento do caso. O Ministério da Saúde acompanha o caso”, informou o órgão. As restrições a viajantes oriundos de países da África começaram a valer somente nesta segunda-feira, dia 29, mas a Anvisa já está atuando diante do risco de transmissão da variante Ômicron. Na semana passada, o surgimento de uma variante no novo coronavírus foi confirmado em regiões da África.

Batizada de Ômicron – letra grega correspondente à letra “o” do alfabeto -, a cepa B.1.1.529 foi identificada em Botsuana, país vizinho à África do Sul, em meados de novembro. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante pode se tornar responsável pela maior parte de novos registros de infecção pelo novo coronavírus em províncias sul-africanas. No Brasil, ainda não foi registrado nenhum caso da Ômicron. Por medida de precaução, a partir desta segunda, o governo federal decidiu restringir e entrada de passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue, Eswatini (ex-Suazilândia), Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

Agência Brasil

Começou nesta segunda o Congresso Brasileiro de Mandioca

Começou nesta segunda o Congresso Brasileiro de Mandioca - noticias, brasilRaízes da mandioca BRS Formosa - Foto: Léa Cunha

Teve início na noite desta segunda-feira, dia 29, o 18º Congresso Brasileiro de Mandioca (CBM 2021). Com o tema “A mandioca na bioeconomia circular e sustentável”, o evento está sendo realizado 100% on-line até quarta-feira, dia 01º/12. Promovido pela Sociedade Brasileira de Mandioca, Associação Brasileira de Produtores de Amido de Mandioca, Sindicato das Indústrias de Mandioca do Paraná, Sindicato Rural de Paranavaí e Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Mandioca e Derivados, o CBM é um dos principais eventos de integração dos agentes da cadeia produtiva da mandioca e reúne representantes de instituições de ensino, pesquisa, assistência técnica e extensão, defesa vegetal, produtores e empresários.

A equipe técnica da Embrapa Mandioca e Fruticultura se fará presente desde a coordenação técnico-científica (Alfredo Augusto Cunha Alves e Carlos Estevão Leite Cardoso) até a programação, com apresentação e moderação simultâneas de diversos painéis, palestras e minicursos. No dia 30, o Painel 1 (Aproveitamento e valorização dos resíduos das agroindústrias de mandioca: geração de renda e sustentabilidade) vai ser moderado pela pesquisadora Luciana Alves de Oliveira, enquanto que o Painel 4 sobre manejo sustentável do solo e da água no cenário de mudanças climáticas vai ter as palestras “Avanços e desafios da irrigação em mandioca”, de Maurício Antonio Coelho Filho, e “Fileiras duplas de mandioca: o que falta para a adoção?”, de Marcelo Ribeiro Romano.

No mesmo dia, o Painel 2 (Prospecção do nível de incidência e distribuição da doença couro-de-sapo na cultura da mandioca no Brasil: uma análise exploratória) vai ser moderado por Carlos Estevão Leite Cardoso, supervisor do Núcleo de Ações Estratégicas. Já a apresentação de trabalhos sobre o tema “Socioeconomia, ensino e transferência de tecnologia” vai ter a moderação de Aldo Vilar Trindade, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia. (mais…)

Case de sucesso | Reação à pandemia faz jornal brasileiro ser destaque internacional

Case de sucesso | Reação à pandemia faz jornal brasileiro ser destaque internacional - brasil(Imagem: Divulgação)

O mercado de mídia enfrenta dificuldades, sobretudo no Brasil. Há meses, o público viu a revista Época ser descontinuada pelo Grupo Globo e conferiu, nesta semana, a decisão da Folha de encerrar o Agora São Paulo. Um veículo de comunicação do país, contudo, foge à regra e, no momento, se destaca positivamente — com direito a destaque internacional. O título em questão atende pelo nome de Metro Jornal.

Mantida pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação em parceria com a empresa Metro Internacional, a versão brasileira do Metro Jornal existe desde 2007, mas se viu diante da necessidade de se reinventar em meio à pandemia. Em março do ano passado, a publicação suspendeu a circulação da edição impressa na cidade de São Paulo, onde 100 mil exemplares eram distribuídos gratuitamente pelas ruas e avenidas. Isso se deu porque, justamente pelas restrições de circulação impostas pelo combate à Covid-19, o público sumiu — assim como os anunciantes.

Com tal cenário, a possibilidade era a de a marca Metro Jornal deixar de existir de vez no Brasil. No entanto, o que ocorreu foi a superação e a implementação de projetos digitais. A continuação do veículo, mesmo que de modo digital, surpreendeu inicialmente até mesmo a equipe, revela a editora-chefe Ivana Moreira. “Mas, enquanto a direção tentava, às cegas, tomar uma decisão sobre o futuro do negócio (fechar era a alternativa mais provável), resolvemos ‘sobreviver’”, conta a jornalista. (mais…)

“Brasil não pode ser atraente para o turismo antivacina”, alerta diretor da Anvisa

"Brasil não pode ser atraente para o turismo antivacina", alerta diretor da Anvisa - brasilFoto: Leopoldo Silva/ Agência Senado

O diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, demonstrou nesta sexta-feira, dia 26, preocupação com as festas de final de ano. De acordo com ele, há o perigo de Brasil se tornar destino de passageiros não vacinados.

Em entrevista, Barra Torres ressaltou que é inverno no hemisfério norte, e muitas pessoas desejam passar os seus períodos de inverno em países mais quentes, como o Brasil. “Inclusive com a questão da moeda, temos uma moeda que, para o estrangeiro, está bastante atraente para passar as férias. Temos o Natal, o Ano Novo. Então o Brasil se torna atraente para o turista, como sempre foi”.

“Agora, o Brasil não pode ser atraente para o turismo antivacina. Isso não é razoável, não é aceitável, e nós iremos às ultimas consequências defendendo as nossas posições embasadas em ciência para proteger o nosso cidadão”, complementou o diretor da Anvisa.

Matéria: Metro1 via Globo News

Ministro da Justiça não acata orientação da Anvisa e rejeita cobrar vacina para entrar no Brasil

Ministro da Justiça não acata orientação da Anvisa e rejeita cobrar vacina para entrar no Brasil - brasilFoto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse nesta quinta-feira, dia 25, que é contra cobrar o comprovante de vacinação contra a Covid-19 como forma de liberar a entrada de viajantes no Brasil. “Não precisa. Ela não impede a transmissão da doença”, disse Torres à imprensa. Ele e os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Casa Civil, Ciro Nogueira, são responsáveis por decidir sobre as regras de controle de fronteiras no Brasil durante a pandemia.

a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) propôs adotar o passaporte da vacinação para quem cruza a fronteira do Brasil por terra ou para dispensar a quarentena após voos internacionais. Os conselhos de secretários de saúde de estados (Conass) e de municípios (Conasems) divulgaram nota nesta quinta-feira, dia 25, em apoio à proposta da Anvisa.

Em nota técnica, a Anvisa afirmou que ainda são escassos os estudos sobre a transmissão por pessoas vacinadas, mas disse que dados disponíveis “indicam claramente que a vacinação continua sendo a estratégia chave para o controle da pandemia de Sars-CoV-2, inclusive da propagação de variantes, como a Delta”.

Metro1

Anvisa recomenda ‘passaporte da vacina’ para entrada no Brasil

Anvisa recomenda 'passaporte da vacina' para entrada no Brasil - brasilImagem Ilustrativa de Dominic Wunderlich por Pixabay

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta quinta-feira, dia 25, duas notas técnicas direcionadas à Casa Civil, nas quais recomenda a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 para entrada no Brasil por ar e terra. A segunda dose ou a dose única da vacina deve ter sido dada pelo menos 14 dias antes da entrada no país.

“A inexistência de uma política de cobrança dos certificados de vacinação pode propiciar que o Brasil se torne um dos países de escolha para os turistas e viajantes não vacinados, o que é indesejado do ponto de vista do risco que esse grupo representa para a população brasileira e para o Sistema Único de Saúde”, justifica a agência em uma das notas.

Metro1

China libera carne brasileira certificada antes do embargo

China libera carne brasileira certificada antes do embargo - brasilImagem Ilustrativa de Hans Braxmeier por Pixabay

As autoridades chinesas liberaram parcialmente a importação de carne bovina brasileira. A permissão é restrita às proteínas certificadas até 3 de setembro. O embargou ao produto brasileiro começou em 4 de setembro após dois casos atípicos de vaca louca terem sido notificados em Minas Gerais e Mato Grosso.

A Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês) mantém o veto mesmo após a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) ter informado que as ocorrências não representam risco para a cadeia de produção bovina brasileira.

A China compra quase metade das cerca de 2 milhões toneladas que o país exporta. Com o embargo, as exportações totais de carne do Brasil caíram 43% em outubro, na comparação com igual mês do ano passado, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Em receita, o faturamento da exportação ficou em US$ 541,6 milhões no mês passado – queda de 31% na mesma base comparativa.

G1

Voz do Brasil: Aberta consulta pública para calendário de 2022

Voz do Brasil: Aberta consulta pública  para calendário de 2022 - brasilFoto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O Ministério das Comunicações (MCom) publicou, nesta segunda-feira, dia 22, o aviso de Consulta Pública nº 4/2021 para receber contribuições à proposta de elaboração do calendário de flexibilização ou dispensa do horário de retransmissão do programa A Voz do Brasil em 2022.

As sugestões deverão indicar datas e horários para flexibilização ou dispensa da retransmissão; a abrangência – se nacional, estadual, distrital ou municipal – da flexibilização ou dispensa; o excepcional interesse público na divulgação de eventos, manifestações ou acontecimentos de grande apelo ou repercussão pública nacional, estadual, distrital ou municipal; e a absoluta incompatibilidade com os horários originais para retransmissão do programa.

Todos os requisitos deverão estar presentes e devidamente demostrados na contribuição para que os casos indicados passem a incorporar o calendário de flexibilização e dispensa da Voz do Brasil no próximo ano. As sugestões devem ser encaminhadas até o dia 22 de dezembro pela plataforma Participa + Brasil (clique aqui). O Aviso de Consulta Pública está disponível aqui.

Ascom

Média de mortes no país fica abaixo de 200 durante o final de semana

Média de mortes no país fica abaixo de 200 durante o final de semana - brasilFoto: Paula Fróes/ GOV-BA

As mortes diárias por Covid-19, segundo a média móvel de sete dias, ficaram, no último fim de semana, abaixo de 200 pela primeira vez desde abril de 2020. Segundo o boletim Monitora Covid, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foram registradas médias de 195 óbitos no sábado e 197 no domingo.

A última vez que o total de mortes pela doença havia ficado abaixo de 200 no país foi em 23 de abril (198). Os óbitos registrados sábado e domingo são os mais baixos desde 22 de abril (167). Nos últimos 14 dias, houve um recuo de 15,1% na média de óbitos no país. Em um mês, a queda chega a 46,6%.

Em relação ao ápice da pandemia, em 12 de abril, quando houve 3.124 mortes, a média caiu 93,7%. A média móvel de sete dias é calculada somando-se os dados do dia com os seis dias anteriores e dividindo-se o resultado por sete.

Agência Brasil