Morre aos 41 anos o prefeito de São Paulo, Bruno Covas

Morre aos 41 anos o prefeito de São Paulo, Bruno Covas - politica, brasilFoto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h deste domingo, dia 16, aos 41 anos. O tucano lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado desde 2019. Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, no Centro da capital paulista, desde 2 de maio, quando se licenciou da prefeitura.

Nas últimas horas de vida, o prefeito recebeu sedativos e analgésicos para evitar sentir dores. Familiares e amigos permaneceram no hospital desde a divulgação da informação que seu quadro era irreversível.

Na noite de sexta-feira, dia 14, Covas recebeu em seu leito um padre que realizou o sacramento da unção dos enfermos e na noite de sábado, dia 15, representantes de diversas religiões realizaram um ato ecumênico na porta do hospital por 30 minutos. (mais…)

Bolsonaro defende voto impresso em manifestação

Bolsonaro defende voto impresso em manifestação - politicaFoto: Alan Santos/ PR

O presidente Jair Bolsonaro participou de manifestação promovida por agricultores e religiosos neste sábado, dia 15, à tarde na Esplanada dos Ministérios. Em discurso em cima de um carro de som, ele defendeu a aprovação do voto impresso nas eleições de 2022, cuja proposta de emenda à Constituição (PEC) teve a comissão especial instalada na última quinta-feira, dia 13, na Câmara dos Deputados.

O presidente também defendeu o afrouxamento das medidas de restrição social impostas por governadores e prefeitos para enfrentar a pandemia de covid-19. Bolsonaro sobrevoou a Esplanada dos Ministérios de helicóptero, voltou ao Palácio do Planalto e foi para o meio dos apoiadores montado a cavalo. Ele estava acompanhado da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e de seguranças.

Nas redes sociais, trechos do pronunciamento do militar foi compartilhado por apoiadores, como a deputada federal de São Paulo Carla Zambelli (PSL), que também esteve no local. Antes de subir no trio elétrico, Bolsonaro cumprimentou apoiadores. Mais cedo, o presidente tinha almoçado no Centro de Tradições Gaúchas de Brasília, com representantes do agronegócio que organizaram o protesto.

Bahia.BA

Ministro proíbe compra de bebidas alcoólicas pelas Forças Armadas

Ministro proíbe compra de bebidas alcoólicas pelas Forças Armadas - politica, justicaFoto: Marcello Casal JR./ Agência Brasil

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, afirmou nesta quarta-feira, dia 12, que recomendou a suspensão de compra de bebida alcoólica pelas Forças Armadas com dinheiro público. “Nós já fizemos uma recomendação para que isso seja evitado. Já foi evitado. Não vou comentar situações que ocorreram no passado. O pessoal vai para uma atividade estressante, quando voltavam era feita uma confraternização. Isso é feito hoje em dia com contribuição de cada um”, afirmou Braga Netto.

A declaração foi dada pelo ministro da Defesa em depoimento à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados. Documento do painel de preços do Ministério da Economia aponta processos de compra de 80 mil cervejas, inclusive com exigência de marcas como Heineken e Stella Artois, mais 150 mil quilos de bacalhau, 438,8 mil quilos de salmão, 1,2 milhão de quilos de filé mignon, além de uísque 12 anos e conhaque.

As denúncias foram apresentadas pelo deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) ao MPF (Ministério Público Federal) e ao TCU (Tribunal de Contas da União). O MPF distribuiu a representação aos estados e já foram instalados mais de 20 processos de investigação. O TCU recomendou a fiscalização das compras. “A medida adotada pelo ministro é uma prova de que a compra desses itens foi imoral. No caso das bebidas, a justificativa é de que seriam para eventos festivos. É um absurdo, em plena pandemia, nesse momento de dificuldade, o governo ter esse tipo de gasto”, diz Vaz.

R7

Glauber Braga se apresenta como pré-candidato à Presidência pelo Psol

Glauber Braga se apresenta como pré-candidato à Presidência pelo Psol - politicaFoto: Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados

O deputado federal Glauber Braga (Psol-RJ) se apresentou nesta última segunda-feira, dia 10, como pré-candidato à Presidência da República em 2022. A parlamentar defende a unidade da esquerda contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Glauber falou que o seu programa de governo que será apresentado nas eleições será radical.

“É possível defender unidade na esquerda contra Bolsonaro e ao mesmo tempo ser pré-candidato a presidente do Brasil pelo Psol apresentando o programa da esquerda radical de forma não sectária? Sim! Muito obrigado às correntes e militantes que me incentivaram pra essa tarefa. Topo!”, escreveu o parlamentar em seu perfil no Twitter.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia.Ba

Projeto de lei exige identificação do apostador nos bilhetes de loterias

Projeto de lei exige identificação do apostador nos bilhetes de loterias - politica, economiaFoto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

Começou a tramitar no Senado um projeto de lei, o PL 1.725/2021, que exige a inclusão do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do apostador nos bilhetes de loteria federal e loteria de prognósticos esportivos. Com a inclusão do CPF, o texto dispensa a obrigatoriedade de apresentação do bilhete da aposta para recebimento do prêmio, bastando a identificação do apostador. O autor do projeto é o senador Weverton (PDT-MA).

De acordo com a proposta, as lotéricas devem conter em registro os dados dos ganhadores para que possam ser contatados pela Caixa Econômica Federal. Para promover essas mudanças, o texto altera o artigo 14 da Lei 13.756, de 2018, que trata sobre a destinação do produto da arrecadação das loterias e sobre a promoção comercial e a modalidade lotérica denominada de “apostas de quota fixas”.

O senador Weverton argumenta que o sistema de loterias ainda funciona de forma muito “precária”, pois o bilhete de loteria funciona como um título ao portador e não há maiores garantias aos apostadores caso tenha o bilhete do prêmio extraviado. Segundo o parlamentar, com a obrigação de se incluir o CPF no bilhete esta situação fica resolvida, uma vez que basta o vencedor apresentar seu número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas para receber o prêmio.

Agência Senado

STJ envia processo contra Eduardo Cunha para Justiça Eleitoral

STJ envia processo contra Eduardo Cunha para Justiça Eleitoral - politica, justicaFoto: José Cruz/ Agência Brasil

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira, dia 04, enviar para a Justiça Eleitoral o processo que o ex-deputado federal Eduardo Cunha responde na Justiça Federal do Rio Grande do Norte pelo crime de lavagem de dinheiro. Pela decisão, caberá ao foro eleitoral avaliar o que será ou não aproveitado do processo.

Os ministros julgaram um habeas corpus protocolado pela defesa. Os advogados de Cunha alegaram que as acusações devem ser julgadas pela Justiça Eleitoral, pelo fato de a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) fazer as imputações no contexto de delitos eleitorais. De acordo com a acusação, Cunha e o ex-deputado Henrique Eduardo Alves teriam recebido propinas de empreiteiras.

Cunha cumpre prisão domiciliar por condenação em outro processo, que está relacionado à Operação Sepsis, investigação que apurou o pagamento de propina de empresas interessadas na liberação de verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Agência Brasil

Ex-ministros Mandetta e Teich depõem na CPI da Pandemia

Ex-ministros Mandetta e Teich depõem na CPI da Pandemia - politica, justicaFoto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

A CPI da Pandemia inicia nesta terça-feira, dia 04, a fase de oitiva de testemunhas. Os primeiros serão os ex-ministros da Saúde no governo de Jair Bolsonaro (sem partido), Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. O objetivo da comissão é apurar responsabilidades e possíveis omissões por parte do governo federal na gestão da pandemia da Covid-19.

A previsão é de que Mandetta seja ouvido a partir das 10h e Teich a partir das 14h, de acordo com a pauta da reunião da CPI. Os ministros deverão responder a questionamentos sobre o início das ações para o enfrentamento à pandemia, as estruturas de combate à crise, as ações de prevenção e atenção à saúde indígena, além do emprego de recursos federais.

O ex-ministro Eduardo Pazuello, que ficou no comando da Saúde por quase um ano, prestará depoimento na quarta-feira, dia 05. Ele será o único ministro ouvido pelos senadores na sessão. Pazuello deve ser questionado sobre a política de aquisição de vacinas, o colapso de oxigênio em Manaus e as políticas de comunicação do governo sobre isolamento social e uso de máscaras.

Bahia Noticias

Repórter da CNN revela ter sido ameaçada por seguranças de Bolsonaro

Repórter da CNN revela ter sido ameaçada por seguranças de Bolsonaro - politicaFoto: Reprodução/ Instagram - @acarlabridi

A repórter da CNN Brasil, Carla Bridi, revelou em suas redes sociais no último domingo, dia 2, que recebeu ameaças por parte dos seguranças e apoiadores do governo Jair Bolsonaro. A jornalista afirmou que o fato ocorreu no Palácio do Planalto, em Brasília.

Segundo ela, após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro à imprensa – que falou de tratativas com a Rússia sobre a liberação de um brasileiro preso no país, mas sem uma palavra sobre vacinas – começou a hostilização contra a imprensa. “Ao entrarmos no carro da emissora para tentar seguir o comboio presidencial, um segurança sem máscara começou a nos ameaçar, colocou a mão em cima da arma. Dois colegas de outros veículos foram ameaçados por outro segurança – esse, de fato, tirou a arma do cinto”, contou.

Ainda segundo Carla, os demais profissionais foram impedidos de seguir o comboio presidencial. “No fim, nem dentro do carro podíamos ficar esperando o comboio sair. Tivemos que voltar para a sala de imprensa. Quando saio do carro, segurança disse que iria anotar os nomes de todo mundo e perguntou o meu. Falei que não iria passar nome nenhum”, disse a repórter, que também foi hostilizada por apoiadores do presidente.

(mais…)

Bolsonaro aceita convite para almoço com 48 empresárias em São Paulo

Bolsonaro aceita convite para almoço com 48 empresárias em São Paulo - politicaFoto: Alan Santos/ PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aceitou um convite para participar de um almoço com mulheres líderes de empresas, no Palácio do Tangará, em São Paulo, na sexta-feira, dia 29. De acordo com os organizadores do evento, 48 empresárias vão participar do encontro, que ainda irá contar com a presença da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e das ministras Tereza Cristina (Agricultura), Damares Alves (Família e Direitos Humanos) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo).

Segundo a presidente executiva do Grupo Voto e organizadora do evento, Karim Miskulin, a ideia do almoço surgiu após ela notar que nenhuma mulher participava dos encontros recentes do presidente com empresários. “As mulheres estão mais bem preparadas e ocupando cargos mais importantes nas organizações ano após ano, mas ainda há uma barreira no relacionamento delas com a política e os núcleos estratégicos do poder”, afirmou.

Entre as convidadas para o almoço estão Dulce Pugliese, cofundadora da Amil; Janete Vaz, fundadora do laboratório Sabin; Stella Damha, sócia do grupo de construção civil Damha; Edna Onodera, fundadora da rede de franquias de estética Onoderas; Marina Willisch, vice-presidente da General Motors; Cristiane Lacerda, diretora do Carrefour; e Marly Parra, do Instituto Unidos pelo Brasil e ex-executiva da E&Y e GPA.

Bahia.Ba

Ministério da Infraestrutura espera que lei de ferrovias gere mais de R$ 20 bilhões em investimentos

Ministério da Infraestrutura espera que lei de ferrovias gere mais de R$ 20 bilhões em investimentos - politica, bahiaFoto: Wilson Dias/ Agência brasil

O marco legal das ferrovias deve gerar investimentos bilionários no Brasil, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Em declaração dada nesta terça-feira, dia 27, o ministro disse que a tramitação do texto no Senado já está na “reta final” e que deverá tramitar rapidamente na Câmara dos Deputados.

“O marco das ferrovias vai ser um passo importante para termos mais ferrovias no Brasil. Várias empresas nos procuraram, têm planos de negócio bastante agressivos. Com a aprovação do texto, em pouco tempo teria pactuado com a iniciativa privada uma avalanche que vai superar rapidamente os R$ 20 bilhões”, disse o ministro.

Somente no Nordeste, a Grão Pará Multimodal (GPM) pretende investir R$ 12,7 bilhões em dois projetos relacionados a Estrada de Ferro do Maranhão.

Bahia.Ba

Senador Omar Aziz é eleito presidente da CPI da Covid-19

Senador Omar Aziz é eleito presidente da CPI da Covid-19 - politicaFoto: Jefferson Rudy/ Agência Senado

O ex-governador do Amazonas, o senador Omar Aziz (PSD-AM), foi eleito para presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, conforme acordo da maioria dos integrantes do colegiado. Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição, será o vice-presidente da comissão.

O ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL) será o relator dos trabalhos da comissão. A definição dos três senadores fez prevalecer o acordo feito pela maioria dos parlamentares da CPI, que reuniu as maiores siglas (MDB, PSD), a oposição e independentes. Aliados do governo tentaram impedir que Renan assumisse a relatoria.

Calheiros, que era cotado para assumir a relatoria desde o início da instalação da comissão, foi impedido de ser indicado no início desta terça-feira, após o senador bolsonarista, Ciro Nogueira (PP-PI), entrar na Justiça com um pedido de liminar, alegando uma suposta irregularidade regimental na escolha de membros. No entanto, o pedido foi negado pelo presidente da reunião, o senador Otto Alencar (PSD-BA) e a liminar foi derrubada pelo desembargador Francisco de Assis Betti, do Tribunal regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Bahia.Ba

Wagner repudia agressão verbal de Bolsonaro contra jornalista na Bahia

Wagner repudia agressão verbal de Bolsonaro contra jornalista na Bahia - politica, bahiaFoto: Elza Fiúsa/ Agência Brasil

O senador Jaques Wagner (PT-BA) se solidarizou com a jornalista Driele Veiga, da TV Aratu, alvo de xingamentos do presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, dia 26.

A profissional cobria a inauguração de um trecho da BR-101, em Conceição do Jacuípe, ato que teve a participação do presidente e dos ministros Tarcisio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e João Roma (Cidadania).

“Os constantes ataques deste governo aos profissionais de imprensa são inaceitáveis e merecem repúdio de todos e todas que têm compromisso com a democracia”, afirmou Wagner, no Twitter.

Bahia.Ba

Bolsonaro chama jornalista de ‘idiota’ durante visita à Bahia

Bolsonaro chama jornalista de 'idiota' durante visita à Bahia - politica, bahiaFoto: Alan Santos/ PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou de idiota uma repórter que lhe fez uma pergunta sobre uma foto divulgada pelo próprio Palácio do Planalto. Na foto, Bolsonaro aparece com um cartaz que simula um cartão de CPF com a palavra “cancelado”, o que normalmente acontece quando uma pessoa morre. O ataque do presidente da República à jornalista Driele Veiga, da TV Aratu, ocorreu nesta segunda-feira, dia 26, durante visita à Bahia.

Bolsonaro foi à cidade de Conceição de Jacuípe, que fica na região de Feira de Santana, para inaugurar um trecho de 22 km de uma rodovia. Durante a visita, causou aglomeração, circulou sem máscara – o que é proibido – e andou de carro com a porta aberta – o que também é proibido. A jornalista questionou Bolsonaro sobre as críticas que ele recebeu pela foto do CPF cancelado em um momento em que as mortes pelo novo coronavírus no Brasil se aproximam de 400 mil. O presidente, então, respondeu: “Você não tem o que perguntar não? Deixa de ser idiota, menina!”, disse Bolsonaro.

Assista:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia disse que lamenta mais uma vez ter que emitir nota para criticar o comportamento do presidente da República, Jair Bolsonaro. No texto, o Sinjorba destacou que “não pode deixar de manifestar seu repúdio ao xingamento proferido por ele contra a jornalista Driele Veiga, da TV Aratu, chamada de ‘idiota’ somente por estar exercendo seu ofício que é entrevistar aquele investido em cargo público”.  Não é a primeira vez que Bolsonaro ataca jornalistas. Em 2020 ele e seus filhos fizeram 469 ataques a imprensa, segundo a Repórteres Sem Fronteiras.

G1/ Bahia

Projeto que torna escolas em serviços essenciais é aprovado na Câmara

Projeto que torna escolas em serviços essenciais é aprovado na Câmara - politica, educacaoFoto: Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados

O projeto de lei que torna escolas e faculdades em serviços essenciais teve o texto-base aprovado em votação no Plenário da Câmara dos Deputados, na madrugada desta quarta-feira, dia 21. Texto segue para aprovação no Senado.

O PL, que prevê a reabertura de escolas e faculdades durante a pandemia, foi discutido por cerca de sete horas até a aprovação pela Casa.

O texto prevê prioridade na vacinação de professores e funcionários de escolas públicas e privadas e a prevenção ao contágio de estudantes, profissionais e familiares pelo novo coronavírus como critérios para retomada.

Metro1

Câmara pode votar nesta terça, 20, duas MPs sobre renegociação de dívidas

Câmara pode votar nesta terça, 20, duas MPs sobre renegociação de dívidas - politicaFoto: Antonio Augusto/ Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados realiza sessão de votações nesta terça-feira, dia 20, a partir das 15 horas. Entre os itens em pauta está a Medida Provisória 1016/20, que permite a renegociação das dívidas contraídas por empresas e pessoas físicas junto aos fundos constitucionais de financiamento do Norte (FNO), do Nordeste (FNE) e do Centro-Oeste (FCO).

Também poderá ser votada a MP 1017/20, que prevê a renegociação de dívidas em debêntures do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam) e do Fundo de Investimento do Nordeste (Finor). As duas MPs perdem a validade no próximo dia 25.

Entre os projetos em pauta está também o que prorroga os efeitos da Lei Aldir Blanc e permite que os recursos para cultura destinados a estados, municípios e Distrito Federal sejam executados ao longo de 2021 (PL 4952/20). A proposta também permite que a prestação de contas seja feita em 2022. Outro item que poderá ser votado em Plenário é o projeto de lei que inclui a educação entre as atividades essenciais que não podem parar na pandemia (PL 5595/20).

Agência Câmara de Notícias

Prefeito do Rio de Janeiro é diagnosticado com Covid-19 pela segunda vez

Prefeito do Rio de Janeiro é diagnosticado com Covid-19 pela segunda vez - politica, brasilFoto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, foi diagnosticado com Covid-19 pela segunda vez, na manhã desta quinta-feira, dia 15.

Segundo a assessoria de imprensa, o gestor carioca acordou com sintomas leves de gripe e dor de garganta. Ele foi submetido ao teste rápido e ficará em isolamento.

Em maio do ano passado, o prefeito já havia sido diagnosticado e ficou assintomático durante todo o período de quarentena. Na ocasião, ele chegou a postar em suas redes sociais que estava bem e que ficaria isolado.

Metro1

Voltar à página inicial