Estado destina R$ 90 milhões aos municípios baianos para o transporte escolar

Estado destina R$ 90 milhões aos municípios baianos para o transporte escolar - economia, bahiaImagem Ilustrativa | Foto: Raul Golinelli/ GovBA

O Governo do Estado destinará R$ 90 milhões para os municípios baianos, com o objetivo de assegurar o transporte escolar dos estudantes das redes estadual e municipais, que moram nas zonas rurais e precisam se deslocar até as escolas. Os recursos são oriundos do tesouro estadual, por meio do Programa Estadual de Transporte Escolar (PETE).

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Vicente Calazans, explicou que o PETE descentraliza três créditos aos municípios durante o ano, mas que diante do contexto das aulas semipresenciais na rede estadual de ensino, os recursos serão repassados em duas parcelas, sendo que a primeira parcela, de R$ 45 milhões, será creditada nos próximos dias.

“O objetivo é garantir o transporte dos estudantes da rede estadual, mesmo naqueles municípios que ainda não decidiram por volta as aulas semipresenciais. É importante destacar que estamos dialogando com todos as prefeituras para resolver qualquer pendência de documentação, para viabilizar o crédito da primeira parcela na conta das prefeituras até o dia 30 de julho. A outra parcela será creditada em até três meses depois”, afirmou.

Ascom/ GOV-BA

Bahia responde por 31% da produção nacional de frutas

Bahia responde por 31% da produção nacional de frutas - economia, bahiaImage by Couleur from Pixabay

Com 664 mil hectares plantados, o cultivo de frutas na Bahia responde por 31% da produção nacional do setor. O destaque fica para as lavouras de uva e manga no Vale do São Francisco, onde ficam os dois municípios do estado com maior faturamento na fruticultura: Juazeiro (R$ 589 milhões anuais) e Casa Nova (R$ 300 milhões). Os dados são da Secretaria da Agricultura (Seagri), com base em levantamento do IBGE.

A pasta estadual ressalta ainda que a Bahia é o segundo maior produtor de frutas frescas. Parte destes números decorrem do desempenho no Vale do São Francisco, que inclui os números de Pernambuco também. A região fatura anualmente R$ 2 bilhões com as safras de manga e uva e produz anualmente um milhão de toneladas de frutas. A receita com exportações alcança R$ 440 milhões. Uma das iniciativaas baianas é o Distrito de Irrigação do Perímetro de Maniçoba (DIM), em Juazeiro.

Duas mil famílias vivem das cuturas de manga e uva no local. O faturamento dos 625 lotes do distrito – a maioria destinada a pequenos produtores – foi de R$ 184 milhões em 2020. De acordo com a Seagri, são gerados 9.914 empregos diretos e outros 39.652 indiretos no em Maniçoba. No distrito estão plantados mais de cinco mil hectares de manga, que geram uma produção de 90 mil toneladas da fruta por ano – metade da safra é destinada à exportação.

Bahia.Ba

Campos do pré-sal atingem 70% da produção da Petrobras

Campos do pré-sal atingem 70% da produção da Petrobras - economiaFoto: Stéferson Faria/ Ag. Petrobras/ Fotos Públicas

A produção do pré-sal somou 1,96 milhão de barris de óleo equivalente (boed) no segundo trimestre deste ano. O volume representa 70% da produção total da Petrobras. O percentual é inédito, conforme relatório de resultados operacionais entre abril e junho de 2021, divulgado pela companhia.

A produção média de óleo, líquido de gás natural (LGN) e gás natural alcançou 2,8 milhões de boed por dia. Este volume global é 1,1% acima do alcançado no primeiro trimestre. Segundo a Petrobras, o desempenho do segundo trimestre foi puxado pelas plataformas P-68 (campos de Berbigão e Sururu) e P-70 (campo de Atapu), que atingiu a capacidade máxima de produção permitida, de 161 mil barris de petróleo dia (bpd), em menos de 13 meses.

“Também contribuiu para os resultados a estabilização dos níveis de produção das plataformas que realizaram paradas programadas no primeiro trimestre”, afirmou a estatal, em nota.

Bahia.Ba

Governo investe R$ 305 milhões na requalificação das escolas para retomada das aulas presenciais

Governo investe R$ 305 milhões na requalificação das escolas para retomada das aulas presenciais - educacao, economia, bahiaFoto: Fernando Vivas/ GOV-BA

A Bahia está investindo R$ 305 milhões para a requalificação das escolas públicas na retomada das aulas presenciais, na próxima segunda-feira, dia 26. Nas unidades escolares foram realizadas manutenções e adequações que possibilitarão que os alunos sejam recebidos com mais segurança, por conta dos protocolos que foram implantados. Conforme anunciado pelo governador Rui Costa, o retorno às aulas será de forma híbrida.

O secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, garantiu que o Estado está preparado para realizar de maneira organizada este retorno. Dentre as ações de prevenção e controle, o Governo adquiriu termômetros, máscaras, álcool em gel e tapetes sanitizantes; e foram instalados pias e lavabos para a higienização das mãos. Além de aparelhar as escolas, o Governo do Estado também investiu em aquisição de equipamentos digitais; infraestrutura tecnológica e conectividade; e na formação de professores. Há também uma previsão de mais R$ 62 milhões para manutenção e pequenas reformas, ainda neste ano, visando aprimoramento da rede física das escolas.

Na reforma e construção de novas escolas e complexos poliesportivos educacionais, que estão sendo realizadas independentemente da pandemia, estão sendo investidos cerca de R$ 1 bilhão pelo Governo do Estado. Na Escola Estadual Manoel Devoto, localizada no bairro do Rio Vermelho, as mudanças estão por toda a parte. Nos banheiros; na cantina; nas salas de aula, na biblioteca e até mesmo na área externa de recreação. São 1800 alunos do ensino médio que retomarão as atividades na próxima segunda. Para Luís Cardoso, secretário do colégio essa retomada é muito importante, e a expectativa para a chegada dos alunos cresce a cada dia que se aproxima a data prevista para o retorno.

Ascom/ GOV-BA

Curaçá: Produção de iogurte de leite de cabra gera renda para famílias

Curaçá: Produção de iogurte de leite de cabra gera renda para famílias - economia, curaca, bahiaImage by Imo Flow from Pixabay

Com sabor marcante e alto valor nutritivo, o leite de cabra tem ganhado espaço na mesa de consumidores de todo o país. O produto é rico em cálcio, que garante a saúde dos ossos, além de agir diretamente no combate à anemia. Atentos a esses benefícios e com o propósito de agregar valor à caprinocultura da região, produtoras e produtores do distrito de Poço de Fora, no município de Curaçá, no interior da Bahia, desenvolveram um novo produto: o iogurte de leite de cabra.

Morango e abacaxi são os principais sabores da bebida produzida pela Cooperativa Poçoforense Sabor do Sertão (Coopof), empreendimento atendido pelo Centro Público de Economia Solidária Sertão do São Francisco (Cesol-SSF), que tem atraído a atenção e a curiosidade de clientes em todo o estado. Além do iogurte, a Coopof também trabalha com a produção de queijo coalho, ricota temperada de alho, cebola, coentro e hortelã; e o creme de queijo.

Para a produção realizada semanalmente, é necessário em média 500 litros de leite e os produtos abastecem os mercados de cidades da região. De acordo com a presidente da Coopof, Eugênia Ribeiro, a ideia de produzir o iogurte surgiu da necessidade de agregar valor ao produto na região semiárida e que a bebida tem tido uma boa aceitação no mercado. “Além de ser um produto de qualidade, é pouco produzido na região e pode ser consumido por todos, desde criança a idosos que não tenham intolerância a qualquer nutriente presente na composição”, explicou Ribeiro.

Ascom/ GOV-BA

Governo desbloqueia todo o Orçamento de 2021

Governo desbloqueia todo o Orçamento de 2021 - economia, brasilFoto: Antonio José/ Agencia Brasil

A diminuição de diversas estimativas de gastos obrigatórios criou espaço no teto federal de gastos e fez o governo desbloquear todo o Orçamento de 2021. Segundo o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado nesta quinta-feira, dia 22, pelo Ministério da Economia, a equipe econômica liberou os R$ 4,522 bilhões que estavam contingenciados desde a sanção do Orçamento, em abril.

A pasta mais beneficiada foi o Ministério da Educação, com R$ 1,558 bilhão liberados. Em seguida, vêm os ministérios da Economia (R$ 830,5 milhões), da Defesa (R$ 671,7 milhões) e do Desenvolvimento Regional (R$ 382,7 bilhões). Da verba que estava bloqueada, R$ 2,8 bilhões poderão ser liberados para gastos discricionários (não obrigatórios), como investimentos (obras e compras de equipamentos).

O relatório também aumentou em R$ 25,44 bilhões, de R$ 99,495 bilhões para R$ 124,935 bilhões, a previsão de créditos extraordinários. Fora do teto de gastos, os créditos extraordinários estão relacionados aos gastos com o enfrentamento da pandemia de covid-19. A ampliação de R$ 25,44 bilhões está relacionada à prorrogação do auxílio emergencial por três meses. O benefício, que acabaria neste mês, foi estendido até outubro.

Agência Brasil

Olimpíada de Tóquio tem abertura oficial nesta sexta, 23

Olimpíada de Tóquio tem abertura oficial nesta sexta, 23 - noticias, economia, brasilImagem de Michael Wedermann por Pixabay

Nesta sexta-feira, dia 23, os olhos de boa parte da população mundial estarão voltados para a cidade de Tóquio. Após o adiamento de um ano por causa da pandemia da covid-19 e ameaças de cancelamento, a 32ª edição da Olimpíada de verão ter á a abertura oficial a partir das 8h (horário de Brasília) no Estádio Olímpico de Tóquio (também chamado de Estádio Nacional). Pela primeira vez na história, as cerimônias de abertura e encerramento, assim como as competições na capital do Japão, não terão a presença de público.

A decisão de proibir espectadores foi tomada por conta da decretação do estado de emergência em Tóquio até o final das competições até 8 de agosto, e em meio a críticas de autoridades de saúde do país e rejeição da população à competição. Outras províncias que vão sediar competições também já confirmaram que não terão público: Chiba (que vai sediar competições de surfe, esgrima, taekwondo e luta olímpica), Kanagawa (beisebol/softbol, iatismo e futebol), Saitama (basquete, golfe e futebol), Fukushima (beisebol/softbol) e Hokkaido (futebol e atletismo).

As províncias de Miyagi (futebol) e Shizuoka (ciclismo) Ibaraki (futebol) ainda mantém previsão de público (50% do total e limitado a residentes no Japão) durante competições. Os Jogos de Tóqu6io são a primeira Olimpíada da era moderna a ter um adiamento. Desde 189 (quando foram realizados os Jogos Olímpicos de Atenas), três edições foram canceladas: as Olimpíadas de Berlim em 1916 (que não foi realizada por causa da 1ª Guerra Mundial), as Olimpíadas de Helsinque em 1940 e as Olimpíadas de Londres em 1944 (ambas canceladas por causa da 2ª Guerra Mundial). (mais…)

Poupança tem aumento de depósito, mas especialista alerta que não é a melhor maneira de investir

Poupança tem aumento de depósito, mas especialista alerta que não é a melhor maneira de investir - economia, brasilImagem de Steve Buissinne do Pixabay

A poupança registrou o maior índice de captação do ano em junho. A informação é da Agência Brasil. De acordo com o Banco Central (BC), apenas neste mês os brasileiros depositaram em suas contas-poupanças R$ 7,09 bilhões a mais do que sacaram.

De acordo com o professor do ISAE Escola de Negócios, Pedro Salanek, o aumento se deve à diminuição de despesas. ‘‘No início do ano, os brasileiros precisam pagar IPTU e IPVA, por exemplo, o que dificulta a reserva de dinheiro, diz. ‘‘Além disso, entre o final de março e o início de abril de 2021, houve também o pagamento do auxílio emergencial, o que, de certa forma, justifica um aumento nos depósitos em poupança’’, afirma o especialista.

Apesar disso, o professor destaca que a poupança não é a melhor opção para fazer com que o dinheiro guardado renda de uma maneira satisfatória. ‘‘O mercado financeiro já tem sinalizado isso há algum tempo, até pelo fato de a taxa Selic estar baixa, se comparada a anos anteriores, apesar das altas dos últimos meses’’, diz Salanek. (mais…)

Pesquisa revela como os brasileiros lidam com assuntos financeiros em relacionamentos

Pesquisa revela como os brasileiros lidam com assuntos financeiros em relacionamentos - economiaImagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

Desde dividir a conta no primeiro encontro a comprar um presente de aniversário para o crush, falar sobre dinheiro no Brasil é sempre um grande tabu. A pesquisa realizada pelo Badoo, o melhor aplicativo para criar conexões sinceras, mostrou como as pessoas realmente se sentem sobre o assunto.

Apesar de 78% dos respondentes acreditarem que a compatibilidade financeira é um bom indicativo para um relacionamento de sucesso, 72% acham grosseiro falar sobre finanças pessoais no primeiro encontro.

Com a possibilidade de retomada dos encontros presenciais ficando mais próxima, a questão de “quem vai pagar a conta” volta à tona. E com 87% dos entrevistados assumindo que a pandemia prejudicou suas finanças pessoais, muitos estão preocupados em como abordar o tema. (mais…)

Beneficiário do INSS que recebeu Auxílio Emergencial de forma indevida terá valor descontado

Beneficiário do INSS que recebeu Auxílio Emergencial de forma indevida terá valor descontado - economiaFoto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Aposentados, pensionistas e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que receberam indevidamente o Auxílio Emergencial terão que devolver os valores ao governo por meio de descontos feitos diretamente no pagamento do benefício previdenciário ou assistencial, segundo portaria publicada nesta quarta-feira, dia 14.

A portaria, publicada pelo Ministério da Cidadania, aposentados e pensionistas terão desconto de até 30% do benefício mensal. Os valores descontados serão recolhidos mensalmente pelo INSS por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU). No extrato de pagamento do INSS, o segurado poderá conferir o débito dos valores que será descrito como “Desconto Acumulação Auxílio Emergencial”.

Na Portaria, o INSS diz que “encaminhará ao Ministério da Cidadania a lista individualizada referente ao valor da GRU (para desconto) com, pelo menos, informação do CPF, valor, tipo do benefício e mês de referência do respectivo beneficiário”.

Bahia.Ba

Venda de livros aumenta 46% no 1º semestre demonstrando retomada do mercado

Venda de livros aumenta 46% no 1º semestre demonstrando retomada do mercado - educacao, economiaImagem Ilustrativa | Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Uma pesquisa feita pela Nielsen, em parceria com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), apontou um aumento de 46% na venda de livros entre os primeiros semestres de 2020 e 2021. Entre janeiro e junho deste ano, foram comercializados 23,3 milhões de exemplares, o que corresponde, em termos de faturamento, a uma diferença de mais de 269 milhões de reais em relação a 2020.

No mesmo período do ano passado, o número foi bem menor: 15,9 milhões de exemplares. O crescimento aponta um novo momento para o mercado editorial, que, especialmente no primeiro semestre de 2020, recebeu um duro baque nas contas por causa das medidas de restrição em lojas físicas. De janeiro a junho do ano passado, o faturamento com as vendas de livros chegou a 729 milhões de reais.

Já neste ano, os expressivos 998,5 milhões de reais somados indicam que, para além do arrefecimento da pandemia, a junção de esforços comerciais entre livrarias físicas e comércio digital não só permitiu um cenário mais favorável, mas também superou marcas do mesmo período de 2019. Naquela época pré-pandêmica, o mercado editorial ensaiava um movimento de recuperação.

Bahia.Ba

ARTIGO – Proposta do governo federal aumenta imposto sobre trabalho e desrespeita princípio constitucional

ARTIGO - Proposta do governo federal aumenta imposto sobre trabalho e desrespeita princípio constitucional - noticias, economiaImagem de Bruno /Germany por Pixabay

Pouco tempo após o governo protocolar na Câmara o Projeto de Lei (PL) 2337/21, com a segunda fase da proposta da Reforma Tributária, empresários e entidades se organizaram e passaram a pressionar para que algumas regras previstas no projeto sejam alteradas, principalmente com relação ao Imposto de Renda para empresas e pessoas físicas. Nessa semana, o ministro Paulo Guedes sinalizou que deve acatar algumas alterações.

Um dos principais pontos de insatisfação é que a mudança, da forma como está prevista, irá aumentar a carga tributária para um grupo significativo de profissionais liberais, organizações societárias e empresas, prejudicando a geração de empregos. Uma das reivindicações é que a alíquota prevista no texto sobre a distribuição de lucros e dividendos seja reduzida de 20% para 10%.

Segundo André Félix Ricotta de Oliveira, Doutor em Direito Tributário, Coordenador do curso de Tributação sobre Consumo do IBET e sócio da Félix Ricotta Advocacia, a insatisfação acontece pelo fato do PL tributar os lucros na sociedade profissional sem nenhuma progressividade, o que desrespeita o princípio constitucional e universal da capacidade contributiva. (mais…)

INSS lança serviço para demandas não resolvidas de forma remota

INSS lança serviço para demandas não resolvidas de forma remota - economiaFoto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) criou um novo serviço de atendimento especializado que possibilita agendamentos para atendimento presencial em casos de “demandas que não podem ser resolvidas pelos canais remotos”. A portaria nº 908, que prevê o serviço, foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, dia 12.

De acordo com o instituto, o agendamento será liberado a partir da próxima quinta-feira, dia 15, de forma a permitir que “muitas pessoas, que não estavam conseguindo atendimento presencial por conta da pandemia, sejam atendidas numa agência do INSS, com horário marcado e toda a segurança”.

O agendamento do serviço deve ser feito via telefone 135. Por meio da ligação, o atendente analisará a solicitação e fará o andamento caso a situação se enquadre nos casos listados na portaria. O agendamento poder ser feito também nas agências.

Agência Brasil

Petrobras assina acordo de coparticipação de Itaipu com a PPSA

Petrobras assina acordo de coparticipação de Itaipu com a PPSA - economiaFoto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

A Petrobras assinou acordo de coparticipação de Itaipu com a PPSA , Pré-sal Petróleo S.A. O acordo vai regular a coexistência do Contrato de Cessão Onerosa e do Contrato de Partilha de Produção do Excedente da Cessão Onerosa para o campo de Itapu, no pré-sal da Bacia de Santos, a cerca de 200 quilômetros da costa do Rio de Janeiro.

Em nota, a companhia informou que as negociações começaram logo após a licitação feita em novembro de 2019. Com ela, a Petrobras adquiriu 100% dos direitos de exploração e produção do volume excedente da Cessão Onerosa do campo. A Petrobras destacou que a a operação ainda depende de aprovação da ANP, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Agência Brasil

Trabalhadores nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial - economiaFoto: Marcello Casal/ Agência Brasil

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em maio podem sacar, a partir desta quinta-feira, dia 08, a terceira parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 23 de junho.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro podia ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Agência Brasil

Vendas do comércio crescem 1,4% de abril para maio, diz IBGE

Vendas do comércio crescem 1,4% de abril para maio, diz IBGE - economiaImagem Ilustrativa de Pexels por Pixabay

O comércio varejista nacional teve alta de 1,4% em seu volume de vendas na passagem de abril para maio deste ano. Essa é a segunda alta consecutiva do indicador, que já havia subido 4,9% de março para abril. O dado é da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira, dia 07, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O setor também teve crescimentos de 1,1% na média móvel trimestral, 16% na comparação com maio de 2020, 6,8% no acumulado do ano e 5,4% nos últimos 12 meses. A receita nominal cresceu 2,4% em relação a abril, 29,8% na comparação com maio do ano passado, 18,1% no acumulado do ano e 13,3% nos últimos 12 meses. A alta de 1,4% no volume de vendas de abril para maio foi puxada por sete das oito atividades pesquisadas pelo IBGE. A exceção foi o segmento de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos, que recuou 1,4%.

Entre as altas, o destaque ficou com tecidos, vestuário e calçados (16,8%) e combustíveis e lubrificantes (6,9%). Os demais setores com crescimento foram: outros artigos de uso pessoal e doméstico (6,7%), livros, jornais, revistas e papelaria (1,4%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,3%), supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1%) e móveis e eletrodomésticos (0,6%).

Agência Brasil

Voltar à página inicial