Jaguaripe: Moradores de Barreiras de Jacuruna cobram do 14º Batalhão mais policiamento na região

Jaguaripe: Moradores de Barreiras de Jacuruna cobram do 14º Batalhão mais policiamento na região - noticias, jaguaripe, destaqueFoto: Uanderson Alves/ Tribuna do Recôncavo

Moradores de Barreiras de Jacuruna, distrito de Jaguaripe, no Recôncavo baiano, cobram do 14º Batalhão da Polícia Militar mais policiamento na região. “Já solicitei algumas providências, mas não obtive resultado, presenciei por várias vezes na entrada do distrito, e no centro da localidade, próximo a igreja católica, indivíduos ostentando armas sem qualquer tipo de preocupação, armas de fogo de vários calibres e armas aparentemente novas”, disse um morador.

O reclamante falou que na madrugada do dia 16/10/2022 ouviu 4 disparos de arma de fogo, quando foi observar eram 3 homens testando armas próximo ao ginásio e à escola municipal. “Ao ligar para o 190 fui avisado pelo atendente que deslocaria uma viatura para averiguar, mas infelizmente não foi enviado viatura, nem no dia do ocorrido, nem no dia posterior”.

O morador ainda falou que a falta de policiamento em Barreiras de Jacuruna tem agravado a ousadia dos criminosos na região. “Como membro da liderança comunitária local não venho tendo resposta, mas agradeço a compreensão e ajuda do jornalismo de credibilidade e profissionalismo do Tribuna do Recôncavo”, concluiu o morador de Barreiras de Jacuruna, distrito de Jaguaripe.

Jaguaripe: Associação da Ilha D’ajuda terá galpão para beneficiamento de pescado

Jaguaripe: Associação da Ilha D’ajuda terá galpão para beneficiamento de pescado - noticias, jaguaripe, destaque, bahiaFoto: SDR/CAR

Agricultores e agricultoras familiares do município de Jaguaripe (BA), no território Baixo Sul, estão dando novos passos na atividade da piscicultura. E, agora, com a ordem de serviço assinada, a Propesca – Associação Obras Sociais, da Comunidade de Ilha D’ajuda, praia dos Garcez, prosseguirá com a execução do projeto e dará início à construção do galpão para o beneficiamento do pescado.

Além do novo galpão, os investimentos serão destinados também para a construção de sete tanques de geomembrana elevado, sendo seis de engorda e um para decantação e filtragem da água, equipamentos de apoio à produção como: balanças, freezers, medidor multiparâmetro a prova d´água e fabricador de gelo, com capacidade de produção de 30 quilos por dia.

Para os primeiros ciclos, está estabelecida a entrega de tilápias revertidas de fêmea para macho, para garantir a uniformidade da produção, e rações, além de capacitações com a Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase), prestadora contratada para prestar assistência técnica e extensão rural (Ater) para a associação e o acompanhamento com o Agente Comunitário Rural (ACR), Jefferson Correia. O ACR inclusive comenta como é a produção hoje na piscicultura de Jaguaripe.

Jaguaripe: Associação da Ilha D’ajuda terá galpão para beneficiamento de pescado - noticias, jaguaripe, destaque, bahia

Foto: SDR/CAR

(mais…)

Jaguaripe: Justiça determina que prefeito reintegre servidoras públicas sob pena de multa diária de R$3.000

Jaguaripe: Justiça determina que prefeito reintegre servidoras públicas sob pena de multa diária de R$3.000 - jaguaripe, destaqueNa foto, Heráclito Rocha Arandas | Crédito: Reprodução/ Vídeo

No dia 05/05/2022, o prefeito municipal de Jaguaripe/BA Heráclito Rocha Arandas publicou no diário oficial do município a determinação pela exoneração de forma imediata de 3 servidoras públicas, aprovadas em concurso público realizado em 2016. As servidoras, que foram nomeadas no ano de 2020, estavam em exercício das atividades decorrentes do cargo público de provimento efetivo que ocupavam há mais de um ano. A decisão do prefeito foi baseada na alegação de que o Edital do Concurso não previa número de vagas suficientes que autorizasse a convocação das servidoras.

Jaguaripe: Justiça determina que prefeito reintegre servidoras públicas sob pena de multa diária de R$3.000 - jaguaripe, destaque

Na foto, Dra. Suzana Andrade | Divulgação

A advogada das servidoras municipais, Dra. Suzana Andrade, disse que apesar do edital ter previsto apenas uma vaga para o cargo em questão, a lei municipal anterior já havia criado 4 vagas para o mesmo cargo na estrutura administrativa do município de Jaguaripe/BA. “Deste modo, foi totalmente regular a nomeação das servidoras, uma vez que ocorreu em observância a ordem classificatória dos candidatos aprovados no concurso público e não excedeu ao número de vagas da estrutura municipal.”

A advogada acrescentou ainda que o prefeito de Jaguaripe/BA, ao decidir pela exoneração imediata das servidoras, praticou ato que viola o direito líquido e certo, “razão pela qual impetramos o Mandado de Segurança a fim de garantir a reintegração das servidoras ao quadro municipal.”

No dia 16/05/2022, foi publicada, nos autos do processo de Mandando de Segurança acima indicado, a decisão judicial que determinou que o prefeito de Jaguaripe/BA reintegre as servidoras exoneradas aos respectivos cargos. A decisão em questão impôs, inclusive, a multa diária no valor de R$3.000,00 (três mil reais) em caso de descumprimento do quanto determinado. (mais…)

Jaguaripe: Delegado contesta laudo e reafirma indicação de homicídio em caso Paraíso Perdido

Jaguaripe: Delegado contesta laudo e reafirma indicação de homicídio em caso Paraíso Perdido - policia, justica, jaguaripe, destaque, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Para o delegado Rafael Magalhães, que comanda a apuração da morte de Leandro Troesch, o inquérito, já entregue ao Ministério Público do estado (MP-BA), segue na mesma linha: indicativo de homicídio. Em entrevista, nesta quarta-feira, dia 27, Magalhães declarou que desconhece o laudo cadavérico atribuído ao médico legista que participou da necropsia do corpo do proprietário da Pousada Paraíso Perdido.

Neste laudo haveria a indicação de que Léo Troesch teria tirado a própria vida. O delegado contestou a hipótese, baseado no laudo pericial, que é mais abrangente que o cadavérico que se reporta apenas ao corpo, enquanto o pericial leva em consideração também provas coletadas na cena do crime. Umas das provas relatadas pelo delegado é que Shirley da Silva Figueiredo, indiciada por homicídio, teria lavados as mãos, o que apontou prova negativa na perícia.

“Não houve mudança nenhuma. Eu sou o presidente do inquérito, esse inquérito foi concluído e encaminhado para Justiça com indicativo de homicídio. Eu estou baseado no laudo pericial que diz que o caso é distinto de suicídio. Se é distinto de suicídio é homicídio. O laudo de pólvora combusta deu negativo na mão dele e na mão dela, mas eu tenho depoimentos que [apontam] ela lavou as mãos e tomou banho logo depois. Agora, se um médico vem de lá pra cá dizer, que ele não poderia dizer isso, dizer que foi suicídio. Ele não pode ter a certeza. Se ele está dizendo isso, ele tem de vir a público e dizer o porquê”, relatou. (mais…)

Jaguaripe: Indiciada pela morte de dono de pousada deixa prisão

Jaguaripe: Indiciada pela morte de dono de pousada deixa prisão - jaguaripe, destaqueFoto: Reprodução/ Instagram

Indiciada pela morte do empresário Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, no baixo sul baiano, Maqueila Bastos deixou a prisão na tarde desta sexta-feira (22).

A defesa de Maqueila alega que não há provas contundentes que justifiquem a prisão dela, e por este motivo, ela teria sido liberada. O inquérito policial foi concluído pelo delegado Rafael Magalhães e encaminhado à Justiça na última quarta-feira (20). Em seu depoimento, Maqueila afirmou que teve um relacionamento amoroso com a esposa da vítima, Shirley Silva Figueredo, também indiciada pelo crime e que está foragida.

Ainda em depoimento, Maqueila confirmou ao delegado Rafael Magalhães que enviou a mensagem “Se você não me desbloquear, vou contar tudo a Léo”, para Shirley. Ao ser perguntada o que seria “contar tudo”, ela disse que contaria ao empresário que tinha um relacionamento “íntimo e amoroso” com a amiga. (mais…)

Jaguaripe: Inquérito conclui que morte de empresário em pousada foi homicídio

Jaguaripe: Inquérito conclui que morte de empresário em pousada foi homicídio - jaguaripe, destaque, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

O delegado Rafael Magalhães afirmou, na noite desta terça-feira (19), que a morte do empresário Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, foi um homicídio. O inquérito que apurava o caso foi concluído, com um laudo que garante não ter se tratado de suicídio.

A principal suspeita de ter matado Troesch é a viúva dele, Shirley. Ela era a única pessoa no local do crime quando o dono da pousada foi morto. O delegado, entretanto, não detalhou a participação da esposa no homicídio. Ela está foragida.

A outra suspeita de participação no homicídio é Maqueila, amiga de Shirley. Ela chegou a fugir, mas foi encontrada pela Polícia em Aracaju-SE e está sob prisão temporária. Maqueila também é investigada, junto com Shirley, pelo assassinato de Marcel da Silva Vieira, mais conhecido como Billy. Ele foi encontrado morto no mesmo dia em que prestaria depoimento sobre a morte do patrão, Leandro Troesch.

Fonte: G1 via Bahia Noticias

Jaguaripe: Em postagens, influencer defende namorado morto pela polícia

Jaguaripe: Em postagens, influencer defende namorado morto pela polícia - jaguaripe, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

A influenciadora Laylla Cedraz, que deixou a prisão na última terça-feira, dia 12, fez uma sequência de postagens em uma rede social em que defende a inocência de seu namorado, Felipe Augusto, morto pela polícia na segunda-feira, dia 11. O casal estava na praia do Garcês, em Jaguaripe, próximo à Pousada Paraíso Perdido – onde corre a investigação pela morte do empresário Leandro Troesch, dono da pousada.

Segundo a polícia, houve troca de tiros e Felipe Augusto acabou atingido. Laylla teria tentado fugir com a também blogueira Adrian Grace, em um carro onde havia cocaína, e foi presa. Em suas postagens, Laylla negou a versão dos policiais. Disse que não houve troca de tiros, “e sim covardia, nem prender eles queriam. Nem algema eles tinham. Felipe não tinha arma nenhuma, nem droga”, escreveu. “Felipe tinha ficha limpa! Se fosse abordado ia sair porque não deve nada”, complementou.

Na sequência, Laylla compartilhou fotos do namorado trabalhando com ela em uma loja de roupas, mantida pelo casal em Feira de Santana. A blogueira também compartilhou planos do casal, de expandir o negócio “na capital”.

Metro1

Jaguaripe: Homens morrem e blogueiras são presas perto da Pousada Paraíso Perdido

Jaguaripe: Homens morrem e blogueiras são presas perto da Pousada Paraíso Perdido - saj, policia, noticias, nazare, jaguaripe, destaque, bahiaMontagem: Tribuna do Recôncavo | Imagens: Arquivo Pessoal | PM-BA

Na tarde desta segunda-feira, dia 11, dois homens morreram em confronto com Policiais Militares e duas influenciadoras que estavam com eles foram presas. A ação aconteceu na Praia do Garcês, na cidade de Jaguaripe, baixo sul da Bahia. Moradores chamaram a PM por meio do 190 e informaram que havia homens armados na Pousada Paraíso Perdido. Quando a polícia chegou no local, foi recebida a tiros pelos dois homens e revidou.

Os suspeitos foram baleados e chegaram a ser socorridos para o Hospital Gonçalves Martins, em Nazaré, mas não resistiram aos ferimentos. Os homens foram identificados como Agnaldo Leite da Silva Neto, de 29 anos, conhecido como Neto Talisca, e Felipe Augusto Machado, de 28, conhecido como Batoré. De acordo com a PM, Agnaldo era fugitivo do sistema carcerário por tráfico de drogas. As duas influenciadoras foram presas enquanto tentavam fugir em uma caminhonete. As duas foram levadas para a delegacia de Santo Antônio de Jesus, onde estão à disposição da Justiça, nesta terça-feira, dia 12.

O tenente coronel Edmundo Assemany, que é o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, em Santo Antônio de Jesus, Recôncavo Baiano, detalhou que a droga foi encontrada na caminhonete em que as mulheres tentaram fugir. No local, além da caminhonete, a PM também apreendeu um quilo de cocaína, duas pistolas, dinheiro e sete cartões de créditos.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1/ Bahia

Jaguaripe: Amiga de viúva de Léo da Paraíso Perdido deve passar por audiência

Jaguaripe: Amiga de viúva de Léo da Paraíso Perdido deve passar por audiência - policia, jaguaripe, bahiaFoto: Arquivo Pessoal

Investigada no caso da morte do empresário Leandro Troesh, o Léo da Paraíso Perdido, Maqueila Santos Bastos deve ser transferida para o presídio feminino no conjunto penal da Mata Escura, em Salvador, nesta segunda-feira, dia 11.  Durante o dia, ela também deve passar por audiência de custódia.

A audiência será virtual porque não há estrutura para o procedimento, na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), onde fica a carceragem feminina. Maqueila está detida por mandado judicial. Ela é amiga de Shirley Silva Figueredo, esposa da vítima, Leandro Troesch.

Shirley segue foragida. As duas são investigadas não só na morte de Leandro Troesh, como também no homicídio do funcionário Marcel da Silva Vieira, o Bily, espécie de braço direito do empresário. Leandro Troesh foi encontrado morto no dia 25 de fevereiro na Pousada Paraíso, em Jaguaripe, no Baixo Sul baiano, à qual era proprietário.

Redação: Bahia Noticias | Informações: G1/ Bahia

Jaguaripe: Delegado que investiga morte de Leandro Troesch não será mais transferido

Jaguaripe: Delegado que investiga morte de Leandro Troesch não será mais transferido - policia, jaguaripe, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

O delegado Rafael Godinho Magalhães, titular da Delegacia Territorial de Jaguaripe (BA) seguirá a frente das investigações sobre as mortes dos empresários Leandro Troesch e Marcel Vieira. A informação foi divulgada no fim do dia desta quinta-feira, dia 07, pela Polícia Civil.

Por meio de nota a instituição esclareceu que, considerando a necessidade de conclusão das investigações sobre as mortes de Leandro Troesch e Marcel Vieira, a remoção do delegado foi revista, sendo tornada sem efeito.

“Entretanto, cabe ressaltar que a transferência do servidor já havia sido solicitada antes da atual investigação – não tendo, portanto, nenhuma relação com ela. O servidor continuará presidindo o inquérito que está em andamento sobre o caso”, diz nota.

Bahia Noticias

Jaguaripe: Investigado pela morte de funcionário de pousada é preso

Jaguaripe: Investigado pela morte de funcionário de pousada é preso - policia, jaguaripe, destaque, bahiaImagem de tevenet por Pixabay

Um homem foi preso nesta segunda-feira, dia 04, na cidade de Ipiaú (BA), acusado pela morte de Marcel da Silva Vieira, o qual era funcionário da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe (BA).

Marcel era considerado testemunha chave na investigação do assassinato do empresario Léo Troesch, que foi encontrado morto no dia 25 de fevereiro com um tiro na cabeça.

No total, quatro pessoas envolvidas no crime foram presas, entre elas um adolescente que se entregou na delegacia de Nazaré e Maqueila Bastos, amiga da viúva de Léo, Shirley Figueiredo, que continua foragida.

Bahia Noticias

Jaguaripe: Amiga da ex-esposa de empresário encontrado morto em pousada é presa

Jaguaripe: Amiga da ex-esposa de empresário encontrado morto em pousada é presa - policia, jaguaripe, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Maqueila Santos Bastos, amiga da esposa do empresário Leandro Troesch, que foi encontrado morto na pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe (BA), foi presa nesta quinta-feira, dia 24, na cidade de Aracaju, em Sergipe. Ela é investigada, junto com Shirley da Silva Figueiredo, esposa de Leandro, pela morte do empresário.

Maqueila Bastos é ex-detenta e trabalhou na pousada Paraíso Perdido após começar uma amizade com Shirley Figueiredo, quando as duas estavam presas no ano passado no presídio da Mata Escura, em Salvador. Shirley da Silva Figueiredo é investigada porque foi a única pessoa que estava próxima do empresário quando ele morreu e teve prisão decretada no mesmo dia que Maqueila (entenda).

Além disso, Shirley estava cumprindo mandado de prisão domiciliar e é considerada foragida após fugir da residência onde cumpria a pena. Além da morte de Leandro, a polícia também investiga se Maqueila teve participação na morte de Marcel da Silva Vieira, que foi encontrado morto na pousada, e era considerado testemunha chave sobre o caso. Um adolescente de 17 anos foi preso por suspeita de participar da morte de Marciel.

Bahia Noticias

Jaguaripe: Adolescente suspeito de matar testemunha de caso Léo Troesch se apresenta

Jaguaripe: Adolescente suspeito de matar testemunha de caso Léo Troesch se apresenta - policia, jaguaripe, destaque, bahiaImagem Ilustrativa | Foto: Camila Souza/ GOVBA

Um adolescente, apontado com o autor do assassinato de Marcel Vieira, funcionário e braço direito do dono do hotel de luxo em Jaguaripe, morto dias após o assassinato do empresário, se apresentou à polícia acompanhado de advogado e foi apreendido. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, em depoimento, o suspeito negou que ele tenha atuado no crime.

A apresentação do adolescente foi feita na delegacia de Nazaré, já que o mesmo alegou que não se sentia seguro em ser ouvido em Jaguaripe. Billy, como Marcel era conhecido, era tido como testemunha chave para a investigação da morte do empresário.

A Polícia Civil tem duas linhas de investigação para o assassinato do funcionário de Leandro, que foi encontrado morto, despido e com marcas de tiros. A primeira é queima de arquivo e a outra é o envolvimento com o tráfico de drogas.

Metro1

Jaguaripe: Esposa de empresário encontrado morto tem prisão preventiva decretada

Jaguaripe: Esposa de empresário encontrado morto tem prisão preventiva decretada - policia, noticias, jaguaripe, destaque, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Shirley e sua amiga Maqueila se tornaram na segunda-feira, dia 14, oficialmente foragidas da Justiça. Shirley é esposa do empresário Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido. Ele foi encontrado morto no dia 25 de fevereiro na própria pousada de luxo, da qual era dono, em Jaguaripe, no baixo sul da Bahia.

Além de investigar a morte de Leandro, a Polícia Civil também apura o assassinato do funcionário dele, Marcel da Silva Vieira, conhecido como Billy, morto no dia 06 de março. Shirley é investigada porque foi a única pessoa que estava próxima do empresário quando ele morreu. Além disso, fugiu da pousada durante as investigações. Ela já era considerada foragida da Justiça, pois já cumpria prisão domiciliar e não poderia deixar o local sem comunicar o fato.

Já a ex-detenta e amiga da viúva, Maqueila Bastos, também é umas das investigadas por participação nos crimes. Ela responde a oito processos por estelionato, fez amizade com Shirley durante a prisão e ao ser liberada, trabalhou na pousada Paraíso Perdido. Maqueila foi demitida 10 dias antes da morte de Leandro, porque o empresário não aprovava a amizade entre as duas.

Metro1

Jaguaripe: Cofre de pousada onde empresário foi morto foi esvaziado a mando de viúva, diz delegado

Jaguaripe: Cofre de pousada onde empresário foi morto foi esvaziado a mando de viúva, diz delegado - policia, jaguaripe, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Responsável pelas investigações das mortes do dono de uma pousada de luxo a Bahia e de um funcionário dele, o delegado Rafael Magalhães, e que o local do crime foi alterado. Até o momento, 11 pessoas já foram ouvidas pela polícia e uma delas esteve na delegacia nesta quinta-feira, dia 10. As mortes ocorreram em Jaguaripe, no baixo sul baiano.

O delegado afirmou que já foram identificadas as três pessoas envolvidas na alteração do local do crime e que as três serão ouvidas. Ainda segundo ele, a alteração foi feita a mando da viúva do empresário, Shirley da Silva Figueredo, e ao sair do local, depois de 4h, os responsáveis pela alteração ainda teriam levado caixas com dinheiro, joias, documentos, tendo deixado vazio o cofre do lugar.

O empresário Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido foi achado sem vida dentro do estabelecimento, em 25 de fevereiro deste ano. A polícia trabalha com as linhas de suicídio e homicídio. Dias depois, Marcel da Silva Vieira, conhecido como Billy, funcionário e braço direito de Leandro também foi assassinado. Nesta quinta-feira, dia 10, a polícia deu detalhes da investigação, e da suspeita da irmã de um dos suspeitos.

Metro1

Jaguaripe: Polícia identifica suspeito de matar testemunha em caso Léo do Paraíso Perdido

Jaguaripe: Polícia identifica suspeito de matar testemunha em caso Léo do Paraíso Perdido - policia, jaguaripe, destaque, bahiaFoto: Reprodução/ Redes Sociais

Além da viúva do empresário Leandro Silva Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, no Baixo Sul, a Polícia Civil também está à procura de uma terceira pessoa. A suspeita é que esse homem esteja envolvido na morte de Marcel da Silva Vieira, conhecido como Bily, funcionário de Léo Troesh, que teve o corpo encontrado nesta segunda-feira, dia 07.

Segundo disse o delegado Rafael Magalhães, titular da delegacia de Jaguaripe, a informação foi obtida após ida da polícia à localidade de Camassandi, em Jaguaripe, onde Bily foi achado morto. O funcionário morto era tido como testemunha-chave na apuração do caso. Bily era amigo e espécie de braço-direito do dono da pousada, e os dois começaram a amizade quando eram internos no presídio da Mata Escura, em Salvador. Léo e a esposa Shirley da Silva Figueredo chegaram a ser condenados por participação em um sequestro, ocorrido em 2001, na capital baiana.

Na ocasião, o crime resultou em um resgate de R$ 35 mil. Em 2010, Leandro e Shirley foram condenados a 14 e 9 anos de prisão, respectivamente, em regime fechado. Os dois foram presos em fevereiro do ano passado (clique aqui). O empresário foi encontrado morto no último dia 25 de fevereiro após ser atingido por um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido para um hospital em Nazaré, no Recôncavo, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia tem duas hipóteses para o caso: ou o empresário tirou a própria vida ou alguém o matou.

Redação: Bahia Noticias | Informações: Andaiá FM