Bahia chega com força no maior encontro de empreendedorismo jovem do mundo

Bahia chega com força no maior encontro de empreendedorismo jovem do mundo - empreendedorismo, bahiaArte: Divulgação

Com uma comitiva de mais de 300 inscritos, a Bahia estará entre os maiores participantes do Encontro Nacional de Empresas Juniores (ENEJ). O evento, maior encontro de empreendedorismo jovem do mundo, acontece entre os dias 17 e 19, e celebra a 28ª edição do ENEJ que, este ano, terá como sede Recife (PE). O evento já impactou mais de 70 mil jovens em edições anteriores e seu principal objetivo é despertar a capacidade de transformação de empreendedores do Movimento Empresa Júnior (MEJ). A programação será inteiramente digital e até o momento, estão confirmados mais de 7,1 mil inscritos.

“O Movimento Empresa Júnior mobiliza mais de 25 mil jovens e conta com 1.400 empresas juniores, espalhadas nas 27 unidades federativas do país. Ano passado, alcançamos um volume de R﹩ 49 milhões que foram revertidos em 34 mil projetos para a capacitação e formação empreendedora de jovens. Temos uma agenda socioeconômica significativa para o Brasil”, revela a presidente-executiva da Confederação Nacional de Empresas Juniores (Brasil Júnior), Fernanda Amorim.

O evento conta com as parcerias de grandes empresas e instituições, como Bradesco, Sicoob, Movile, AMBEV, Suzano, SEBRAE, AD Diper, Copergás, Boticário, XPInc, Deloitte, Pirelli, Falconi, Renova BR, BTG, Azul, Bunge, Stone, Scania, Globo, Loft, Via Varejo, RedBull, Americanas, Ray, TPF, Lojas Renner, Hackeando Processos.

Matéria: Clarimundo Flôres/ Dona Comunicação

Porto Seguro: Centro Público de Economia Solidária será inaugurado neste sábado, 11

Porto Seguro: Centro Público de Economia Solidária será inaugurado neste sábado, 11 - porto-seguro, empreendedorismo, bahiaFoto: SETRE

Neste sábado, dia 11, o Governo da Bahia, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), inaugura o Centro Público de Economia Solidária (Cesol) Costa do Descobrimento e Extremo Sul. Na oportunidade, uma loja para comercialização de produtos de 88 empreendimentos econômicos solidários, de 21 municípios baianos, entrará em funcionamento. O ato solene está previsto para acontecer, às 18h, na Avenida Portugal, n.º 224, Centro, em Porto Seguro.

Aproximadamente 1.500 famílias serão beneficiadas diretamente pela instalação do Cesol na região. O espaço multifuncional tem como meta oferecer ações de assessoria técnica, apoio à comercialização e comunicação, microcrédito assistido, qualificação e distribuição de insumos e equipamento para grupos, associações e cooperativas do território da Costa do Descobrimento e do extremo sul baiano. Os empreendimentos beneficiados serão inseridos em redes de comercialização, em mercados convencionais e nas lojas fomentadas e apoiadas pelo Cesol.

Os municípios contemplados com a assistência técnica do novo Cesol são: Belmonte, Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Itapebi, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Alcobaça, Caravelas, Ibirapoã, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçu, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Prado, Teixeira de Freitas e Vereda. A gestão do espaço será realizada pela organização social Associação Beneficente Josué de Castro. (mais…)

Jacobina: Grupo de mulheres aposta na produção de doces, geleias e temperos para gerar renda

Jacobina: Grupo de mulheres aposta na produção de doces, geleias e temperos para gerar renda - jacobina, empreendedorismo, bahiaFoto: SDR

O grupo produtivo de mulheres Sabor Natural da Grota, da comunidade do Barrocão de Cima, em Jacobina (BA), iniciou a produção de banana chips, doces, geleias, temperos e polpas de frutas com matérias-primas da agricultura familiar, cultivadas nos quintais da comunidade. A iniciativa é apoiada pelo Governo do Estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, e tem como objetivo gerar renda para famílias.

Após estruturação da agroindústria comunitária para processamento de alimentos e de capacitação para padronização das receitas, estratégias de comercialização e gestão da produção viabilizadas pelo projeto, as mulheres já comemoram as primeiras vendas, com a comercialização dos produtos pela internet, na própria comunidade e nas feiras livres da região.

O técnico do componente produtivo do Pró-Semiárido, João Nunes, explica a estratégia do projeto para fortalecimento da agricultura familiar e agroecológica a partir da formação desses grupos produtivos: “O projeto vem investindo na formação dos grupos produtivos de mulheres, pois acredita no potencial que esses coletivos tem para movimentar a economia local, a partir do fortalecimento dos circuitos de comercialização de produtos da agricultura familiar e que tem impacto direto na renda das famílias”. (mais…)

Romeriton Paulo, um dos maiores atacadistas do Brasil, cita 4 perfis de almas empreendedoras

Romeriton Paulo, um dos maiores atacadistas do Brasil, cita 4 perfis de almas empreendedoras - empreendedorismo, artigosNa foto, Romeriton Paulo | Divulgação

Em meio a uma grande crise econômica, o Brasil tem recebido pequenas e grandes empresas de diferentes segmentos. A maioria dos jovens de hoje em dia pensam em empreender, mas é claro que tal tarefa não é para qualquer um, é preciso ter muita disposição.

Pensando nisso, Romeriton Paulo, o empresário que começou com uma banca numa feira de frutas no interior da Paraíba e se tornou um dos maiores atacadistas de moda do Brasil, lembra quatro características que indicam que você tem uma alma empreendedora:

Almas empreendedoras são almas apaixonadas: Dentro e fora do trabalho, uma vez que você está envolvido em algum projeto aquilo estará na sua mente a todo momento te despertando extase!

Pessoas focadas: Podemos reparar que temos alguns perfis empreendedores no mercado. Dois são muito expressivos: Os que começam, se deparam com as dificuldades e desistem e os que começam, se deparam com dificuldades, continuam, persistem, focam e esses normalmente se tornam empresários de diferentes negócios e de grandes franquias.

Corajosos até demais: Entrar em um negócio é não pensar nos riscos e acreditar que aquilo já deu certo. Se você acredita no seu negócio, já entre tendo certeza de que todos irão consumi-lo sem cogitar qualquer hipótese contrária.

Mentes brilhantes e rápidas: Antes do problema aparecer, você com certeza já tem a solução na mesa, é isso que se espera de um grande empreendedor. Além de pensar no melhor, você precisa ter um plano A, B e C para apresentar antes da bomba estourar.

Matéria: Juliana Maddeira Alves/ Maddeira Comunicação

Resultados dos setores de farmácias e materiais de construção mostram força do associativismo

Resultados dos setores de farmácias e materiais de construção mostram força do associativismo - empreendedorismoImagem de mohamed Hassan do Pixabay

Dados recentes de dois setores distintos do varejo (o farmacêutico e o de materiais de construção) demonstram o impacto positivo que o associativismo tem para os empresários independentes que buscam esse modelo de gestão.

Em relação ao varejo farmacêutico, as lojas das redes associadas à Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar) apresentaram um crescimento de 23,34% no acumulado nos últimos 12 meses finalizado em maio, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Enquanto isso, o mercado farmacêutico no Brasil em seu todo cresceu 13,68%, segundo dados a IQVIA, que audita esse setor.

Já no setor de materiais de construção, as lojas das redes associadas à Federação Brasileira de Redes Associativistas de Materiais de Construção (Febramat) cresceram 22,8% em 2020 em comparação ao ano de 2019, no mesmo período o crescimento de faturamento do setor foi de 11%, segundo a FGV /IBRE.

Mas, o que é associativismo e por que possibilita tantos benefícios? Esse termo já praticado na verdade antes mesmo da sua criação, ainda que intuitivamente. O associativismo é uma metodologia aplicável em empresas de qualquer segmento econômico, desde que utilizem a mesma matéria-prima, comercializem os mesmos produtos ou prestem o mesmo tipo de serviço. (mais…)

Com novo limite, MEI pode contribuir para formalização de emprego e geração de renda

Com novo limite, MEI pode contribuir para formalização de emprego e geração de renda - empreendedorismo, direitoImagem de Bruno /Germany por Pixabay

Por Ângelo Peccini Neto – advogado

O Senado aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 108/2021, que aumenta o limite de faturamento para o microempreendedor individual (MEI), passando de R﹩ 81 mil para R﹩ 130 mil. Se aprovadas na Câmara, as novas regras, que entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2022, devem impactar cerca de 11 milhões de CNPJs.

Para Ângelo Peccini Neto, especialista em Direito Tributário, sócio do Peccini Neto Advocacia, esse impacto será extremamente positivo. Ele explica que o limite de R﹩ 81 mil compromete o faturamento e o investimento do MEI. “Como está, o ganho mensal não pode ultrapassar R﹩ 6.750,00. Para investimento em produtos e insumos é ainda menor, R﹩ 5.400,00, uma vez que o limite para isso é de 80% da receita anual”. Peccini lembra que, com o aumento dos preços dos produtos e insumos, o fato de o microempreendedor individual ultrapassar esse limite não significava necessariamente que ele também tenha aumentado seu lucro. “Desse modo, além de oportuno, um faturamento maior fará com que mais empresários sejam enquadrados como MEI”, completa o advogado.

O projeto também prevê a contratação de dois empregados pelo microempreendedor. Atualmente, o MEI só pode contratar um funcionário. Peccini entende que essa mudança vai refletir diretamente na redução do desemprego e na formalização do trabalho. “Hoje, é comum encontrarmos MEIs com mais de um empregado e apenas um deles de forma regular. Essa alteração vai aumentar as vagas de trabalho formais, refletindo na redução do desemprego”. (mais…)

Os cinco principais erros das PMEs nas vendas online

Os cinco principais erros das PMEs nas vendas online - empreendedorismoImage by Gerd Altmann from Pixabay

Só no primeiro semestre de 2021, houve uma alta de 74,4% nas vendas através do e-commerce se comparado com o mesmo período de 2020. Esse cenário mostra uma mudança no hábito de consumo dos brasileiros e as PMEs estão querendo surfar nessa onda. Porém, por ser um cenário relativamente novo para muitos empreendedores, ocorrem erros que podem frustrar essa experiência de venda e causar prejuízos.

Pensando nisso, Guilherme Lippert, Cofundador e Key Account Manager da V4 Company, rede de assessoria de marketing digital com mais de 200 escritórios pelo país, e mentor de Growth, listou alguns pontos para alertar o empreendedor e que podem ajudar a mitigar erros. Confira:

1) Atendimento

Segundo o especialista, o consumidor atual é 24×7, ou seja, está disposto a comprar a qualquer momento do dia. Para isso, as empresas que migram para o digital focam muito em preço, mas pecam no suporte ao cliente. (mais…)

ARTIGO – Maioria dos microempreendedores individuais não recolheu imposto em maio deste ano

ARTIGO - Maioria dos microempreendedores individuais não recolheu imposto em maio deste ano - empreendedorismo, direito, artigosImage by Firmbee from Pixabay

Por Ângelo Peccini Neto – Advogado

Quando o Microempreendedor Individual (MEI) deixa de recolher os impostos, que para esse segmento têm valores fixos e estão unificados no Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), ele perde o direito a diversos benefícios e pode ter problemas na justiça.

Segundo a Receita Federal, em maio de 2021, 66% dos MEIs não recolheram o DAS. Para o advogado Ângelo Peccini Neto, especialista em Direito Tributário, sócio do Peccini Neto Advocacia, a inadimplência tem características distintas. “Alguns deixam de pagar porque o valor é baixo, assim como juros e multa, muitos por realmente não terem condições de fazer frente ao tributo e outros intencionalmente por não acharem justa a cobrança ou para, de alguma maneira ilícita, se valer sobre a Receita”.

Mas o advogado chama a atenção para as consequências do não pagamento do tributo que até pode ser enquadrado como crime. “Além de juros, multas e correções, a inadimplência dolosa pode resultar na representação criminal”. Peccini destaca que o não pagamento de impostos não pode ser interpretado como uma conta que “depois eu quito”. “A falta de pagamento pode ser entendida como um crime, agravando ainda mais a situação do empresário”.

(mais…)

Cooperativas da Agricultura Familiar da Bahia passarão a comercializar na plataforma Mercado Livre

Cooperativas da Agricultura Familiar da Bahia passarão a comercializar na plataforma Mercado Livre - noticias, empreendedorismo, destaqueFoto: Divulgação/ CAR

Empreendimentos de cooperativas da agricultura familiar baiana foram selecionados entre os 250 indicados, em todo o Brasil, para fazer parte do programa Empreender com Impacto+Biodiversidade, realizado pela empresa de comércio eletrônico Mercado Livre e pela Giral Viveiro de Projetos, uma consultoria que trabalha com geração de valor compartilhado, há mais de 10 anos.

O programa vai apoiar os empreendimentos da agricultura familiar para digitalizar a estratégia comercial no Mercado Livre, potencializando o impacto positivo e levando os produtos dessas cooperativas para todo Brasil. Foram selecionadas a Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), Cooperativa dos Produtores de Abacaxi de Itaberaba (Coopaita), Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc) e  a Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes).

Com isso, produtos a base de castanhas de caju, de frutas da Caatinga, como o umbu e o maracujá-da-Caatinga, a base de licuri e frutas desidratadas, estarão disponíveis para a compra, no catálogo da empresa de Comércio Eletrônico Mercado Livre. (mais…)

Empresário Fernando Figueiredo dá 5 dicas para empreendedor sair da crise

Empresário Fernando Figueiredo dá 5 dicas para empreendedor sair da crise - empreendedorismo, bahiaFoto: Divulgação

O empresário brasileiro Fernando Figueiredo, CEO da Valle Innovation, foi o primeiro convidado do programa de Mentoria da Razonet Contabilidade Digital para o empreendedor sair da crise.

Nesse mês de junho, nove mentores vão dedicar uma hora por semana para ensinar como usar ferramentas de gestão e dar dicas para desenvolver um negócio ou superar uma crise, afinal estamos passando por um dos momentos mais desafiadores globalmente para o mundo dos negócios.

Fernando Figueiredo mora na Califórnia, sua empresa está no Vale do Sílício e ele é atento às rápidas mudanças no mundo corporativo. Como CEO da Valle Innovation Fernando mostra que o capital humano e o cliente são peças-chaves para obter sucesso e lucro. (mais…)

Passo a passo de como abrir seu MEI

Passo a passo de como abrir seu MEI - empreendedorismoImage by Free stock photos from www.rupixen.com from Pixabay

Seja por necessidade ou por vontade, muitos profissionais se tornaram microempreendedores. Segundo o Portal do Empreendedor, 2020 contabilizou quase 2 milhões de novos MEIs. Mas apesar da popularização, a abertura de um MEI é um assunto que pode causar dúvidas. Pensando nisso, o contador Amadeu Augusto Moraes criou um passo a passo de como abrir um MEI. Confira:

1º passo: Pesquisa

Segundo Amadeu, a modalidade MEI é o regime de tributação mais simples do país, mas antes de fazer qualquer cadastro, o profissional deve fazer uma pesquisa prévia sobre a categoria. “Tal sondagem é importante para que o empreendedor certifique qual a atividade que irá desenvolver e se esta atividade atende às regras do MEI emanadas na Lei Complementar nº 128/2008. Além disso, também é necessário fazer uma consulta prévia junto a prefeitura para conferir a viabilidade de seu endereço e atividade escolhida”, explica o contador.

2º passo: Cadastro no Portal do Empreendedor

Todo o cadastro para a abertura do MEI é feito pelo Portal do Empreendedor (portaldoempreendedor.gov.br). Em seguida é necessário clicar em “Empreendedor” e depois na opção “Quero ser MEI”. Por fim é necessário escolher “Formalize-se”. (mais…)

ARTIGO – Como criar um programa de diversidade e inclusão para a sua empresa?

ARTIGO - Como criar um programa de diversidade e inclusão para a sua empresa? - empreendedorismo, artigosImagem ilustrativa de StartupStockPhotos por Pixabay

Por Marcelle Souza – Jornalista

Diversidade no recrutamento e seleção é um tema cada vez mais relevante, não é? Por isso, as políticas de R&S que contemplem a diversidade e inclusão são fundamentais para o desenvolvimento da cultura e representatividade dos perfis de colaboradores dentro da organização.

O Brasil é um país diverso em raça, identidade de gêneros, orientação sexual, entre outros fatores, mas ainda precisa avançar quando o assunto é diversidade dentro das empresas. Uma organização só́ consegue entender e engajar esses diferentes públicos e suas particularidades se contar com colaboradores que possam representá-lós da melhor forma.

Então, aqui vão algumas dicas para você implementar na sua empresa e, assim, ter uma equipe mais inclusiva.

  • Perceba como a diversidade se encaixa na sua empresa

Realize uma pequena auditoria no seu atual processo de contratação para compreender como ele está impactando os níveis de diversidade da empresa. Dessa forma será possível identificar pontos fortes e desafios. A partir de então, trace estratégias para como reforçar as vantagens e trabalhar os desafios. Por exemplo: “aumentar o número de candidatas mulheres em 10% na segunda fase”. (mais…)

PODCAST: Dra. Cristiane Romano dá dicas para humanizar sua empresa em meio à pandemia

PODCAST: Dra. Cristiane Romano dá dicas para humanizar sua empresa em meio à pandemia - podcast, empreendedorismoNa foto, Dra. Cristiane Romano | Foto: Divulgação

A pandemia tornou perceptível a necessidade de uma mudança nos processos corporativos, acrescentando experiências repletas de sentido, propósito e humanidade.

No áudio abaixo, a mestre e doutora em Ciências e Expressividade, Dra. Cristiane Romano, fala sobre os quatro principais pilares a serem levados em conta pelos líderes corporativos que querem uma empresa mais humanizada neste momento de plena turbulência. OUÇA:

Dra. Cristiane Romano é mestre e doutora em Ciências e Expressividade pela USP, e pós-graduada em Gestão e Estratégia de Marketing pela PUC-Minas.

VEJA TAMBÉM: Dra. Cristiane Romano dá dicas para se profissionalizar na comunicação virtual

Crediamigo oferece carência para pagamento das parcelas e renegociação de operações

Crediamigo oferece carência para pagamento das parcelas e renegociação de operações - empreendedorismoImage by Firmbee from Pixabay

Até 60 dias para pagamento da primeira parcela das operações relativas a contratações e renovações de crédito realizadas entre 1º de janeiro e 30 de junho de 2021. Essa é uma das novas vantagens oferecidas pelo Crediamigo, maior programa de microfinança urbana da América do Sul, que podem ser acessadas pelos canais digitais do Banco do Nordeste, evitando que os clientes precisem comparecer às agências.

Outro benefício é poder renegociar suas operações até 30 de junho de 2021 e obter 60 dias para iniciar o pagamento. Podem ser contratos com ou sem atraso do pagamento das parcelas, com financiamento dos valores referentes às taxas de administração de crédito e seguro prestamista, além da dispensa do percentual de entrada exigido.

O objetivo do BNB é dar as condições necessárias à manutenção do funcionamento dos negócios dos clientes, de forma rápida e sem riscos à saúde. No âmbito das ações de distanciamento social adotadas pelo Banco do Nordeste, o Crediamigo oferece aos clientes atendimento remoto e personalizado, durante 24 horas por dia, por meio de canais digitais como o App Crediamigo. O atendimento ocorre de forma integrada, com controle, histórico de demandas e segurança da informação. (mais…)

Artigo – Marca é o que marca na empresa em que se trabalha

Artigo - Marca é o que marca na empresa em que se trabalha - empreendedorismo, brasilImagem ilustrativa de StartupStockPhotos por Pixabay

Por Caio Infante – publicitário 

Quando você compra um produto ou serviço, o que você leva em consideração para a sua escolha? O preço, o atendimento, a qualidade, o status (marca) e a opinião de amigos e familiares, entre muitos outros pontos, costumam estar entre os fatores que mais pesam na decisão final da maioria dos consumidores.

E quando a escolha se refere a uma empresa para trabalhar? Quais são os pontos que afetam a tomada de decisão da maioria dos candidatos a uma vaga de emprego? O preço citado anteriormente se transforma em salário, o atendimento vira processo seletivo e a opinião de amigos (neste caso, colaboradores e ex-funcionários) conta da mesma maneira… E por aí vai! Segundo Caio Infante, vice-presidente regional (LATAM) da Radancy e um dos co-fundadores da Employer Branding Brasil, cada colaborador de uma empresa é um representante daquela marca.

“Um vendedor em uma loja física, uma pessoa que trabalha no Atendimento ao Cliente de uma empresa, uma recrutadora que está à frente de um processo seletivo e até um comprador negociando com um fornecedor têm impacto direto na marca da empresa onde trabalham. Ou melhor, nas marcas”, afirma.

(mais…)

Empresário dá cinco dicas para não levar sua empresa à falência

Empresário dá cinco dicas para não levar sua empresa à falência - empreendedorismoImagem de Steve Buissinne por Pixabay

Abrir um novo negócio não é fácil, ainda mais difícil mantê-lo, sobretudo em tempos de pandemia, quando a economia não ajuda. Porém, mesmo com os vários desafios que o empreendedorismo pode oferecer, é possível ter sucesso nos negócios e garantir vida longa à sua empresa, independente do ramo. É o que afirma o empresário Gérlio Figueiredo, que possui experiência em diversos setores econômicos.

“Tudo é planejamento e foco. Esses são os segredos de sucesso para qualquer empresa… Acontece que muitas pessoas não se planejam e, diante de uma crise, perdem o controle da situação”, disse.

Para mostrar que é possível ter prosperidade nos negócios, o empresário separou cinco dicas de como evitar que sua empresa vá à falência. Confira!

1 – Não comece nada sem um planejamento

“Antes de abrir sua empresa, seja qual for o segmento e tamanho, tenha em mente o que você pretende com ela. Quanto vai investir, quanto pode se comprometer mensalmente e o que espera receber. Esse será seu norte.”

(mais…)