web analytics

Família interrompe velório de jovem por acreditar na ressuscitação

Foto: Acervo Pessoal

O corpo de uma mulher precisou da intervenção da polícia para ser enterrado, após familiares interromperem o velório e retirarem o corpo do caixão, na esperança de que ela ressuscitasse. O caso aconteceu no estado do Alagoas.

Jéssica Lima, 23, passou mal no dia 23 de dezembro e foi socorrida para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Delmiro Gouveia (AL), mas não resistiu após sofreu diversas paradas cardíacas e morreu no hospital de Palmeira dos Índios, na madrugada da última quinta-feira (3).

O velório de Jéssica foi realizado na manhã deste sábado (5), em Delmiro Gouveia, na sala da casa em que ela morava, quando familiares tiraram o corpo do caixão e o colocaram em uma cama em um dos quartos do imóvel. Segundo a polícia, eles acreditaram que a jovem iria ressuscitar. (mais…)

Bolsonaro passa administração das redes sociais oficiais para Secom

Foto: Reprodução / Twitter

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) assinou um decreto em que transfere a administração das “contas pessoais das mídias do presidente da República” para a Secretaria de Comunicação, que informou ainda que um advogado garante que o artigo 37 da Constituição veda a prática. Nos governos Michel Temer e Dilma Rousseff, contudo, a função também era de funcionários da Secom.

Informações: Estadão | Redação: Bahia Noticias

Após saldar dívida de R$ 1,7 bilhão governo mantém voto do Brasil na ONU em 2019

Foto: Pixabay

Cerca de R$ 1,77 bilhão foram gastos pelo governo brasileiro em 2018 com compromissos financeiros obrigatórios para a manutenção e desenvolvimento das atividades de organismos multilaterais do sistema de cooperação internacional, a exemplo da Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O montante da colaboração brasileira no ano passado representou aumento de cerca de 75% em relação aos mesmos gastos do ano anterior, 2017, que somaram cerca de R$ 1 bilhão. As contribuições regulares a organismos internacionais haviam sido interrompidas total ou parcialmente a partir de 2014, no governo de Dilma Rousseff (PT), e foram retomadas por Michel Temer (MDB) a partir de 2016.

Com os pagamentos efetuados, o governo do presidente Temer normalizou o trânsito e a posição internacional do Brasil, que habilitam o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a participar das discussões e exercer o direito de voto nesses organismos multilaterais de comando.

Fonte: UOL | Redação: Bahia Noticias

Damares Alves provoca nova polêmica ao criticar regra do Sisu

Valter Campanato/ Ag. Brasil/ Fotos Públicas

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos se envolveu numa nova polêmica. Depois de dizer que menino veste azul e menina veste rosa, Damares Alves criticou a regra do Sisu que permite ao estudante se candidatar a vaga universitária longe de onde a família mora.

A ministra Damares Alves falou sobre o Enem e o Sisu durante uma entrevista na noite desta quinta-feira (3) à Globonews. Não foi a primeira vez. Na terça-feira (1º), quando assumiu o cargo, Damares já tinha criticado a possiblidade de estudantes que fazem o Enem irem para universidades fora dos estados onde moram; porque ficam longe da família, segundo ela.

Na entrevista, Damares reafirmou seu entendimento: “O menino lá do Rio Grande do Sul faz o Enem, ele passa no vestibular para medicina lá no Amapá, que é o grande sonho dele e da família. Esse menino é tirado do contexto. Às vezes tem apenas 16 anos. Será que nós não poderíamos estar começando a pensar em políticas públicas, que este menino ficasse um pouco mais próximo da família? ‘Ah, mas em outros países acontece’. Mas nos outros países o papai tem dinheiro para ir lá na universidade visitar de vez em quando o filho”. (mais…)

Por medo de ataques, frota de ônibus em Fortaleza diminui a 5%

Foto: Agência Brasil

Um total de 108 ônibus de transporte urbano em 77 linhas circula na cidade de Fortaleza e região metropolitana hoje (5). O número representa apenas 5% do total de 1.810 veículos urbanos e 350 metropolitanos que circulam em um dia normal, com 209 linhas. Os dados, divulgados pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), são reflexo da crise na segurança vivida pelo estado.

A redução do volume da frota, segundo o Sindiônibus, demonstra o temor por incêndios de veículos, prédios públicos e estabelecimentos comerciais, além de ataques a tiros contra forças policiais e depredação de estruturas públicas. Os casos começaram há cerca de uma semana.

Ainda de acordo com o Sindiônibus, desde o início dos ataques até agora, 22 ônibus da frota local foram incendiados, alguns com perda total. Para garantir a segurança aos usuários de transporte público na Grande Fortaleza, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará montou um esquema com a presença de três policiais militares em cada ônibus em circulação ao longo deste fim de semana. (Metro1)

Médicos anestesistas devem suspender atendimento pelo Planserv

Foto: USP Imagens/ Fotos Publicas

A Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (Coopanest-BA) anunciou que, a partir desta segunda-feira (7), os beneficiários do Planserv devem ter o atendimento anestésico suspenso. A decisão ocorre mediante pendências contratuais.

Em resposta, o Planserv informou que no mesmo dia da possível paralisação está agendada uma reunião no Ministério Público da Bahia para tratar da suspensão da prestação de serviço pela cooperativa. O plano comunicou ainda que sempre adotará medidas para assegurar o atendimento aos beneficiários.

O Planserv também alegou que a Cooperativa dos Anestesiologistas do Estado da Bahia (Coopanest) pediu um reajuste ao plano de 40%, que representa R$ 12 milhões anuais aos cofres públicos. O plano tem até o final deste mês para aponta uma posição em relação à pauta da cooperativa. (mais…)

Bolsonaro critica Haddad por texto de colunista sobre ‘anti-intelectualismo’

Fotos: Fernando Frazão-Agência Brasil e Ricardo Stuckert/ Edição: Bahia.ba

Ao criticar o petista Fernando Haddad, seu adversário no segundo turno, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) atribuiu ao ex-prefeito de São Paulo uma frase do colunista Philipp Lichterbeck, da Deutsche Welle.

“Haddad, o fantoche do presidiário corrupto, escreve que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. A verdade é que o marmita, como todo petista, fica inventando motivos para a derrota vergonhosa que sofreram nas eleições, mesmo com campanha mais de 30 milhões mais cara”, escreveu Bolsonaro, nas redes sociais, neste sábado (5).

“Eles procuram e criam todos os motivos possíveis para estarem sendo rejeitados pela maioria da população, só não citam o verdadeiro: o PT quebrou o Brasil de tanto roubar, deixou a violência tomar proporções de guerra, é uma verdadeira quadrilha e ninguém aguenta mais isso!”, acrescentou o presidente. (mais…)

Após resposta de Bolsonaro, Haddad chama presidente para ‘debate’

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) responder a uma publicação que o petista Fernando Haddad fez no Twitter, o ex-prefeito de São Paulo aproveitou para chamar o mandatário para um “debate frente a frente”, em referência à ausência do então candidato em embates televisivos no segundo turno das últimas eleições.

A polêmica começou quando Haddad publicou uma frase do colunista Philipp Lichterbeck, da Deutsche Welle. Em resposta, o presidente atribuiu a declaração ao petista. Em seguida, o ex-prefeito usou a rede social para o convite a um possível debate.

“Na verdade, quem disse isso foi um jornalista da Deutsche Welle (https://goo.gl/yf3ofR ), mas se você já se sentir seguro para um debate frente a frente, estou disponível. Forte abraço!”, escreveu Haddad. (mais…)

Bolsonaro prorroga até 2023 incentivo fiscal a empresas da Sudam e Sudene

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Uma lei que prorroga o incentivo fiscal concedido a empresas nas áreas da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) até 2023 foi sancionada nesta sexta-feira (4) pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL).

Com o incentivo os empreendimentos considerados prioritários para o desenvolvimento regional tenham direito à redução de 75% do imposto sobre a renda e adicionais calculados com base no lucro operacional gerado pela atividade incentivada.

O incentivo chegaria ao fim em dezembro de 2018, mas o Congresso aprovou a lei, agora sancionada pelo presidente, que estende o prazo. Após a sanção, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, ressaltou a importância da prorrogação do incentivo. “A decisão do presidente é fundamental para garantir o desenvolvimento econômico das regiões, reduzir as desigualdades sociais e gerar emprego e renda”, disse Canuto. (mais…)

Não haverá aumento no IOF, Bolsonaro se equivocou, diz ministro

Foto Antonio Cruz/,Agência Brasil

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta sexta-feira (4) que o governo federal não vai aumentar a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Ele disse que o presidente Jair Bolsonaro “se equivocou” ao dizer mais cedo que haveria um reajuste.

“Não haverá aumento de IOF”, garantiu Onyx. “Ele [Bolsonaro] se equivocou. Ele assinou a continuidade do projeto da Sudam e da Sudene. Não haverá aumento de impostos”, acrescentou o ministro, que disse que a intenção do governo é reduzir a carga tributária no país.

Durante uma cerimônia realizada em Brasília durante a manhã desta sexta, Bolsonaro disse que o governo aumentaria uma “fração”, sem especificar um percentual. No mesmo evento, ele anunciou a redução da alíquota máxima do Imposto de Renda. (Bahia Noticias

Governo Bolsonaro vai acelerar cancelamento de aposentadorias e auxílios irregulares

Foto: Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados

Os procedimentos de efetivação de cancelamentos de benefícios previdenciários e assistenciais irregulares devem ser acelerados no governo Bolsonaro. De acordo com o Estadão, uma Medida Provisória que será publicada em breve deve economizar R$ 17 bilhões com a revisão de benefícios fraudulentos.

O texto da MP vai aumentar a força-tarefa de análise do estoque de R$ 49 bilhões de benefícios com indícios de irregularidades apontadas através de rotas de auditoria, no entanto nem todos serão cancelados. Ainda conforme apurado pelo Estadão, o pente-fino também será feito nos pedidos que estão na fila de concessão de aposentadorias e auxílios.

Entre os cortes estão previstos o de assistência social para baixa renda, o auxílio-doença e o auxílio-reclusão. Essas mudanças já vinham sendo estudadas pelo Comitê de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (CMAP) e foram aprofundadas pela equipe de transição do governo Bolsonaro. (Bahia Noticias)

População LGBTI perde status dentro do sistema de proteção dos direitos humanos

Foto: Paulo Pinto/ Fotos Publicas

A população composta por lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais (LGBTI) perdeu status dentro do sistema de proteção dos direitos humanos no Brasil com a publicação da Medida Provisória 870 , publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (1º).

O texto não deixa explícito que a população faz parte das políticas e diretrizes destinadas à promoção dos direitos humanos, como constava anteriormente, e passou a ser cargo de uma diretoria subordinada à Secretaria Nacional de Proteção Global do ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O texto da MP cita os direitos “da mulher, da família, da criança e do adolescente, da juventude, do idoso, da pessoa com deficiência, da população negra, das minorias étnicas e sociais e do índio”. (mais…)

Governo Bolsonaro estuda vender imóveis federais para reduzir custos, diz ministro

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) solicitou que cada um dos ministros do seu governo fizessem um levantamento sobre os imóveis do governo federal nos Estados, principalmente nas capitais, com o objetivo de reunir todas as estruturas em um só local e assim liberar edifícios para venda, de acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, nesta quinta-feira (3).

“É o nascedouro da ideia de uma Casa Brasil nas capitais. A União tem hoje cerca de 700 mil imóveis. Pensem o que isso significa em termos de custo de manutenção”, argumentou Lorenzoni. “Também serão revisados todos os contratos de locação de imóveis. Há contrassenso absurdo no aluguel desses espaços”, completou o ministro da Casa Civil. (Bahia Noticias)

Família Bolsonaro se muda nesta quinta-feira para Palácio da Alvorada

Foto: Divulgação/ Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro e sua família se mudou na tarde desta quinta-feira (3) para o Palácio da Alvorada, que será sua residência oficial em Brasília. Bolsonaro vai morar com a primeira-dama Michelle Bolsonaro, a filha Laura, de 7 anos, e a enteada Letícia, de 19 anos.

Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente com Ana Cristina Valle, também poderá ocupar a residência oficial dos presidentes. O menino está de mudança para Brasília para ficar mais próximo do pai, mas ainda não está definido se vai morar com a família.

Fonte: Jornal O Globo | Redação: Bahia Noticias

Luciano Huck e Angélica rebatem comentário de ministra de Bolsonaro

Foto: Reprodução/ Instagram

O apresentador Luciano Huck decidiu publicar, nesta quinta-feira (3), uma foto em seu Instagram que rebate as declarações feitas pela ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. A ministra do governo Bolsonaro teria declarado em um vídeo, na quarta-feira (2), que “menino veste azul e menina veste rosa”.

Na foto postada em seu perfil, Luciano aparece vestindo uma camisa rosa, enquanto Angélica, ao fundo, usa um modelo na cor azul. Na legenda da publicação, o comandante do “Caldeirão” foi direto: “Rosa ou azul? Tanto faz”.

Vale lembrar que Luciano Huck foi cogitado como possível candidato à presidência nessas últimas eleições. O global, no entanto, não prosseguiu com a ideia por diversos motivos, entre eles, de ter que se desligar da função como apresentador. (mais…)

Damares explica declaração de que ‘menino veste azul e menina rosa

Valter Campanato/ Ag. Brasil/ Fotos Públicas

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, explicou que a afirmação de que “menino veste azul e menina veste rosa”, teve como intenção criticar a “ideologia de gênero”, referindo-se à sexualidade das crianças.

“Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores”, argumentou.

Um vídeo em que a ministra de Bolsonaro faz a afirmação e é aplaudida por apoiadores foi compartilhado nas redes sociais e gerou discussões na internet. Nas imagens, Damares recebe um grupo de apoiadores, ela pede atenção do grupo que a acompanha e diz a frase. (mais…)

Voltar à página inicial