A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, dia 17, a Operação Teseu Digital de combate ao abuso sexual infantil. Ao todo, cinco mandados estão sendo cumpridos nos municípios de Salvador e Madre de Deus na Bahia, além de Catuípe (RS) e São Paulo (SP). A corporação realiza buscas com o objetivo de obter elementos complementares de prova sobre a prática de delito de produção, divulgação, e direção de cenas de pornografia envolvendo crianças e ou adolescentes.

A PF informa que a investigação foi iniciada a partir da identificação, em 2018, de um usuário de rede social que se fazia passar por menina para, em contato com meninos jovens e crianças, demandar a troca de imagens pornográficas. No curso da apuração, foi possível identificar, então, por meio de novos relatórios encaminhados pelo NCMEC (National Center for Missing and Exploited Children – Organização não governamental apoiada pelo Governo Americano) que havia, além do investigado originalmente identificado na Bahia, outros usuários da mesma rede social nos estados do Rio Grande do Sul e São Paulo, que estavam utilizando o mesmo método de falsa identidade em rede social, para vitimar muitos outros jovens meninos, expondo-lhes em abusos sexuais.

Assim, a investigação se tornou mais complexa, logrou identificar muitas vítimas e os usuários da rede social que realizavam a conduta criminosa nos outros estados da federação, além de encontrar outros dois possíveis investigados nesta capital. A operação conta com a participação de 22 policiais no Brasil, na busca de arrecadar provas e interromper as práticas ilícitas, identificando, se possível, outras vítimas de abusos sexuais infantis. A partir desta quinta, as investigações seguem seu curso para análise do material apreendido de modo a culminar com a responsabilização dos criminosos.

Bahia Noticias