Uma família de missionários cristãos do Recôncavo baiano que reside em Johanesburgo, na África do Sul, há 6 anos, está contaminada pela variante ômicron da Covid-19. Rebeca, que é filha do pastor Álvaro Reis Filho, presidente da Assembleia de Deus de Santo Antônio de Jesus (BA), sua filha e seu marido Zilton Leal, natural de Mutuípe (BA), testaram positivo para o vírus. Essa é a segunda vez que Rebeca se contamina e a primeira do esposo e filha.

O casal está vacinado com as duas doses do imunizante, porém, a criança ainda não foi vacinada. Segundo os missionários, mesmo que na África as crianças já estejam sendo vacinadas, eles optaram por aguardar devido à incerteza dos testes se é ou não seguro. Por serem brasileiros a família pode retornar para o Brasil, mas segundos eles os preços das passagens subiram muito, os impossibilitando de retornar. “O preço das passagens ultrapassa a cifra de R$ 16 mil só um trecho. Não temos condições de pagar nesse momento três passagens”, disse Rebeca.

“Os sintomas são parecidos com a coronavírus, só que o corpo fica bastante cansado, sinto fadiga e a garganta arranhada é bastante incômoda. Fizemos o teste e deu positivo e estamos sendo medicados. Sentimos dores no corpo, febre e posso dizer que foram três dias de muita dor que quase não saímos da cama”, relatou a missionaria.

Redação: Uanderson Alves/ Tribuna do Recôncavo | Informações: Blog do Valente