A Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (CATI-Depin) da 4ª Coordenadoria de Polícia Civil da Bahia, deflagrou a “Operação Levante”, no município de Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, e cumpriu o mandado de prisão contra um sargento da polícia militar, 50 anos, que atualmente está aposentado na reserva remunerada. O investigado é suspeito de praticar “agiotagem”, prática de emprestar dinheiro a juros abusivos e exorbitantes.

Em seu imóvel foi encontrado o cartão bancário de uma vítima, que estava retido em seu poder, anexado a senha pessoal. De acordo com a vítima, o montante pago ao investigado até o momento estava em aproximadamente R$ 20.000, sendo que o valor original da dívida que foi tomado pela vítima foi de R$ 3.000. Também foram encontrados no imóvel talões de promissórias em branco, além de promissórias preenchidas e assinadas por outras pessoas, um caderno com diversas anotações de nomes e pessoas que realizavam as operações ilegais com o investigado.

No local também foi apreendida uma arma de fogo do tipo revólver, calibre 38, com seis munições intactas, sem registro. Todo o material recolhido e o investigado foram conduzidos a Delegacia da Polícia Civil. O mesmo, foi autuado em flagrante pelos crimes de apropriação indébita, posse ilegal de arma de fogo e retenção de cartão ou documento de idoso, este último, conforme o Estatuto do Idoso, e foi entregue a disposição do comando da Polícia Militar da Bahia.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: PC