O poeta Denisson Palumbo, residente em Salvador, participou da Feslam – I Festa Literária de Amargosa, realizada entre os dias 6 e 8, em Amargosa. A Feslam foi promovida pela UFRB e Prefeitura de Amargosa, com o apoio da Secretaria de Educação do Estado e IFBA de Santo Antônio de Jesus.

Para Denisson, a Feslam foi um momento de consagração e celebração, pois a literatura foi trabalhada de várias formas. “Aqui nós tocamos o samba que tem um teor literário e participamos de atividades nas escolas, como debates e lançamentos de livros. Volto pra Salvador revigorado por saber que essa foi a primeira de muitas que virão”, disse.

Denisson ainda disse que a Feslam poderá superar a Flica – Festa Literária Internacional de Cachoeira. “As cidades do Recôncavo possuem muitas coisas afins, principalmente a cultura do samba e da feira. Amargosa tem um público receptivo e a Feslam poderá ser até melhor que a Flica, já que essa cidade é conhecida como a terra do São João”, destacou.

Denissom é licenciado em Letras e lançou recentemente o livro Arte do Cafuné, que discute o ódio, a violência e guerras entre países. O mesmo também já lançou três folhas de cordel com os poemas O ABC do Lutador, O Romance da Rainha e do Barão, Poema Sem Título Para o Não Dito, entre outros, que estão publicados no portal de literatura OXE, um projeto de extensão do IFBA de Santo Amaro.

Reportagem e redação: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo