Os agricultores de Muritiba, no Recôncavo baiano, forneceram, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), uma média de 30 toneladas de alimentos a cerca de 350 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social no município.

O Programa, cuja verba destinada foi na ordem de R$97.500, foi executado pela Prefeitura Municipal, através da secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, em parceria com a secretaria de Ação Social e atuou em duas frentes de trabalho, sendo a primeira delas a compra de produtos orgânicos dos agricultores familiares com o intuito de fortalecer a geração de renda da categoria e, a segunda, a doação dos produtos às famílias que passam por restrição alimentar e estão inseridas no Cadastro Único do Governo Federal, acompanhadas pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Na Bahia, o programa é coordenado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), através da Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar e já distribuiu mais de 397 toneladas de alimentos em diversas cidades baianas.

De acordo com Rosecleide Fiúza, secretária de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, aproximadamente 30 agricultores participaram do Programa no município. “Muritiba executou o PAA com excelência. Contamos com uma equipe multidisciplinar que, junto com parceiros, conseguiu elevar a agricultura familiar do município a um alto patamar acreditando, sempre, na força do associativismo e cooperativismo e visando também a sustentabilidade”, ressaltou Rosecleide

O Programa de Aquisição de Alimentos é executado sempre em parceria com as prefeituras municipais. No Recôncavo baiano, além de Muritiba, o PAA está presente nas cidades de São Félix, Maragogipe, Nazaré, Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Aratuípe, Castro Alves, Dom Macedo Costa e Varzedo.

ASCOM-PMM