Familiares de Analice Ferreira de Souza, em Muritiba (BA), pedem justiça por sua morte. Ana ou Dindinha, como era conhecida, foi encontrada morta em uma lagoa, na localidade do Alegre, na manhã de terça-feira, dia 10 de novembro de 2020. Ela tinha 45 anos de idade.

A família acredita que Analice não cometeu suicídio, pois era uma mulher guerreira, com sorriso contagiante, alegre e brincalhona, uma pessoa que sempre estava disponível para ajudar quem precisava e amava a vida.

A família pede que sejam aprofundadas as investigações, já que Analice foi encontrada em uma lagoa rasa, sem possibilidade de afogamento, e com os braços na posição de tentar se proteger. Ela foi encontrada só de calcinha.

“São alguns desses questionamento que buscamos respostas e um pouco de acalento aos nossos corações”, disse Débora Nascimento, parente de Analice.

Fonte: Tribuna do Recôncavo