Morreu neste último domingo, dia 8, aos 64 anos, na cidade de Itabuna (BA), Heribaldo Menezes Santos. “Badú” ou “Luxemburgo do Cacau”, como era conhecido, foi uma das figuras mais queridas e engraçadas de Itabuna. Acometido por um infarto do miocárdio, Heribaldo foi encontrado sentado em um sofá, na casa onde morava, na rua Joaquim Batista, no bairro Santo Antônio.

Heribaldo atuou como jogador de futebol profissional, jogando no Itabuna Esporte Clube. Ao encerrar a carreira nos gramados, tornou-se treinador das categorias de base do clube. Mais tarde passou a comandar equipes do futebol amador. Por vestir ternos à beira dos gramados, ficou conhecido como “Luxemburgo do Cacau”, por causa do estilo do treinador Vanderlei Luxemburgo.

Por causa de suas estórias engraçadas, Heribaldo foi notícia no canal Fox, em 2018, onde concedeu entrevista afirmando ter rejeitado uma proposta para ser treinador do Flamengo. Alegou ter exigido R$ 1,8 milhão mensais de salário e que pela pedida ser alta, não fechou com o Rubro-Negro carioca. O prefeito de Itabuna Augusto Castro lamentou a morte de ‘Luxemburgo do Cacau’, afirmando que o mesmo tinha uma legião de amigos, e com seu jeito folclórico fazia a alegria de todos que desfrutavam do seu convívio fraternal.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Pimenta Blog