O Ministério do Comércio da China divulgou comunicado nesta quinta-feira, no qual afirma que lamenta se os Estados Unidos levarem adiante novas tarifas nesta sexta-feira, mas promete retaliar caso isso se confirme.

O governo de Pequim não deu detalhes sobre sua possível ação no caso, mas disse que tem mantido suas promessas nas negociações. No domingo, o presidente americano, Donald Trump, anunciou que elevará de 10% a 25% as tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses a partir desta sexta-feira e ameaçou o país com uma rodada extra de tarifas mais adiante.

O governo de Pequim afirmou que será forçado a impor “as medidas necessárias”, nesse caso. Trump reclamou da dificuldade das negociações comerciais e disse que a China tentava recuar em compromissos assumidos anteriormente.

Redação: Noticias ao Minuto | Fonte: Associated Press