Homem invade escola nos Estados Unidos e atira contra alunos

Homem invade escola nos Estados Unidos e atira contra alunos - mundoFoto: Pixabay

Ao menos sete pessoas ficaram feridas após um ataque com tiros em uma escola em Santa Clarita, na Califórnia, nesta quinta-feira dia 14. A polícia procura por um suspeito, descrito como um homem asiático em roupas pretas, que foi visto pela última vez na área próxima ao colégio.

Pelo Twitter, o departamento de xerife de Santa Clarita pediu para que as pessoas evitassem a área próxima da escola Saugus, que está fechada. As escolas primárias nas redondezas também estão sendo interditadas.

Um dos feridos está em estado grave. Outra das vítimas foi encontrada com ferimentos na sala de música da escola.

Informações: Los Angeles Times |Redação: Metro1

China pede aos Estados Unidos que deixem de interferir em Hong Kong

China pede aos Estados Unidos que deixem de interferir em Hong Kong - mundoFoto: Pixabay

Enquanto tramita no Congresso americano um projeto de lei de apoio a direitos humanos e à democracia em Hong Kong, a China recomendou aos Estados Unidos que ajam com cautela e disse que a matéria coloca em risco as relações bilaterais. Congressistas americanos afirmaram que o objetivo do projeto de lei é assegurar a autonomia de Hong Kong, em conformidade com o princípio de “Um País e Dois Sistemas”, do governo chinês.

Se entrar em vigor, o projeto dará ao governo dos Estados Unidos a capacidade de impor sanções a autoridades chinesas que sejam consideradas responsáveis por minar liberdades básicas no território Hong Kong. Para entrar em vigor, o projeto de lei, que foi aprovado no mês passado por unanimidade na Câmara, precisa passar agora pelo Senado e ser sancionado pelo presidente americano, Donald Trump.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, afirmou que os Estados Unidos deveriam cessar imediatamente a tramitação da matéria e parar de apoiar “a atuação ilegal dos desordeiros de Hong Kong”. Além disso, ele pediu que os Estados Unidos deixem de usar a questão do território semiautônomo como recurso para interferir em assuntos internos da China. O projeto de lei segue em tramitação em um momento no qual os dois países procuram resolver a disputa comercial que vem afetando mercados globais.

Informações: Emissora pública de televisão do Japão | Redação: Agência Brasil

União Europeia: Produtos de territórios ocupados por Israel devem ter a menção no rótulo

União Europeia: Produtos de territórios ocupados por Israel devem ter a menção no rótulo - mundoFoto: Pixabay

O Tribunal de Justiça da União Europeia determinou que alimentos procedentes de territórios palestinos ocupados por Israel devem conter a menção do local de origem no rótulo. A decisão aponta, ainda, que caso haja necessidade, o produto deverá conter uma especificação indicando se foi produzido em uma colônia israelense. A decisão foi motivada por uma determinação do Ministério da Economia da França, que em novembro de 2016 obrigou a inclusão de uma etiqueta específica aos produtos procedentes de territórios ocupados por Israel.

De acordo com um comunicado do tribunal, trata-se de um equívoco considerar que Israel seja o “país de origem” destes alimentos, quando “esses alimentos são na realidade originários de territórios que dispõem cada um do seu próprio estatuto internacional e distinto do [estatuto] desse Estado [Israel], embora ocupados por este último e sujeitos a uma jurisdição limitada desse Estado”. Para a corte, as colônias existentes em territórios palestinos ocupados levam a “uma política de transferência de população levada a cabo por esse Estado fora do seu território em violação do direito internacional humanitário”.

A decisão do Tribunal de Justiça da UE baseia-se em um regulamento que prevê que a informação dada aos consumidores “deve permitir-lhes fazer escolhas informadas e no respeito não só de considerações de saúde, econômicas, ambientais ou sociais, mas também de ordem ética ou relativas ao respeito do direito internacional”, tendo considerado que estas considerações “podem influenciar as decisões de compra dos consumidores”. Estima-se que haja ao menos 600 mil colonos israelenses em territórios palestinos ocupados. Recentemente, o governo de Israel aprovou a construção de 2.342 novas residências em assentamentos israelenses.

Bahia.Ba

Evo Morales deixa a Bolívia em avião da Força Aérea mexicana

Evo Morales deixa a Bolívia em avião da Força Aérea mexicana - mundoFoto: Kremlin/ Fotos Públicas

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, deixou o país rumo ao México na madrugada desta terça-feira, dia 12, diante das ameaças de morte que vinha sofrendo. Um avião da Força Aérea mexicana foi enviado para buscá-lo no departamento (estado) de Cochabamba, onde ele estava desde domingo. A informação foi confirmada chanceler do México, Marcelo Ebrard, que já havia dito publicamente que seu país tinha oferecido asilo político a Morales.

“O avião da Força Aérea Mexicana já decolou com Evo Morales a bordo. De acordo com as convenções internacionais atuais, está sob a proteção do México. Sua vida e integridade estão seguras”, escreveu o ministro de Relações Exteriores.

Também em seu Twitter, Evo Morales confirmou a saída da Bolívia, mas informou que voltará em breve. “Irmãs e irmãos, parto rumo ao México, agradecido pelo desprendimento do governo desse povo irmão que nos deu asilo para preservar nossa vida. Dói-me abandonar o país por razões políticas, mas sempre estarei ao seu lado. Logo voltarei com mais força e energia”.

Bahia.Ba

Evo Morales renuncia presidência da Bolívia

Evo Morales renuncia presidência da Bolívia - mundoFoto: Kremlin/ Fotos Públicas

Evo Morales renunciou a presidência da Bolívia neste domingo, dia 10. Após o anúncio feito em meio a uma profunda crise política no país, Evo abandonou a Bolívia e viajou para a Argentina no avião presidencial.

O comandante-chefe das Forças Armadas da Bolívia, o general Williams Kaliman, pediu neste domingo a Morales que renunciasse, em meio a protestos por sua questionada reeleição na votação de 20 de outubro, nas quais a Organização de Estados Americanos (OEA) viu irregularidades.

O presidente até chegou a convocar novas eleições, mas não aguentou a pressão militar.

Bahia Noticias

Após Bolsonaro rejeitar, Mourão irá à posse de Fernández na Argentina

Após Bolsonaro rejeitar, Mourão irá à posse de Fernández na Argentina - politica, mundoFoto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Após o presidente Jair Bolsonaro negar que iria comparecer à posse do presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, irá participar da cerimônia, marcada para o dia 10 de dezembro. Um integrante da comitiva que acompanha Fernández em viagem ao México confirmou que um assessor do Palácio do Planalto transmitiu a informação sobre a presença de Mourão em Buenos Aires.

No último sábado, o presidente disse que não mandaria um representante, mas que também não iria proibir a ida caso algum membro do governo se voluntariasse. Até o momento, Fernández não conversou diretamente com Bolsonaro, nem recebeu qualquer mensagem relativa à sua vitória nas urnas no dia 27 de outubro.Ele derrotou Mauricio Macri, que era apoiado por Bolsonaro.

Antes mesmo da votação, os dois trocaram farpas publicamente. O presidente brasileiro criticou Fernández, que visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde o petista está preso. Apesar das diferenças, analistas ouvidos pelo El Clarín acreditam que a Casa Rosada buscará manter algum canal de diálogo com o governo brasileiro, principal parceiro comercial do país.

Informações: El Clarín | Redação: Redação: Bahia.Ba

Presidente do Chile anuncia que pode mudar Constituição para conter protestos

Presidente do Chile anuncia que pode mudar Constituição para conter protestos - politica, mundoFoto: José Cruz/ Agência Brasil

Depois de dizer que não vai renunciar ao cargo de presidente do Chile, Sebastián Piñera admitiu estar disposto a mudar a Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) para tentar silenciar os protestos que duram há 20 dias nas ruas do país.

Pelo menos 20 pessoas foram mortas nas manifestações. Os comentários de Piñera foram feitos durante uma entrevista concedida após dias de silêncio.

“É claro que eu vou chegar ao fim do meu governo. Fui eleito democraticamente por uma grande maioria de chilenos”, disse o presidente, em inglês, em outro momento da entrevista. E completou: “Estamos dispostos a discutir tudo, incluindo uma reforma da Constituição”.

Informaçõe: BBC | Redação: Bahia.Ba

Ação por agressão de Neymar a torcedor é arquivada por autoridades francesas

Ação por agressão de Neymar a torcedor é arquivada por autoridades francesas - mundo, justica, celebridade, esporteFoto: C.Gavelle/ PSG/ Fotos Públicas

A denúncia contra Neymar, por agressão contra um torcedor do Rennes, foi rejeitada por autoridades francesas.

As autoridades optaram por arquivar o caso após ouvir os dois lados. O torcedor agredido teria recuado dos fatos levados aos tribunais.

Em setembro, Neymar chegou a prestar depoimento a policiais franceses sobre a agressão, que aconteceu no dia 27 de abril, na decisão da Copa da França.

Informações: L’Équipe | Redação: Bahia.Ba

Presidente do Chile diz que não vai renunciar ao cargo

Presidente do Chile diz que não vai renunciar ao cargo - politica, mundoFotos: Cesar Itiberê/ PR

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, informou nesta terça-feira, dia 05, que não renunciará ao cargo, mesmo com os protestos que há dias tomam conta do país. Em entrevista, Piñera afirmou que não é o único culpado do que está acontecendo no país.

“Estes problemas se acumularam nos últimos 30 anos. Sou responsável por parte dele, e assumo minha responsabilidade, mas não sou o único”, disse.

“A solução na democracia é respeitar as regras da democracia e não atentar contra ela, pretendendo desestabilizar um governo que ganhou as eleições legitimamente e por uma ampla maioria”, acrescentou o presidente.

Informações: BBC | Redação: Bahia.Ba

Estados Unidos dizem à ONU que estão deixando formalmente o Acordo de Paris

Estados Unidos dizem à ONU que estão deixando formalmente o Acordo de Paris - mundoFoto: Tia Dufour/ Official White House/ Fotos Públicas

Os Estados Unidos disseram nesta segunda-feira, dia 04, à Organização das Nações Unidas (ONU), que iniciaram formalmente o seu processo de retirada do marco do Acordo Climático de Paris, assinado em 2015 na capital francesa.

Isso inicia um processo de retirada que deve demorar um ano para ser oficializado. O governo considera o acordo de Paris de “um ônus econômico injusto” para a economia dos EUA. Quase 200 países assinaram o acordo climático internacional em que cada país fornece seus próprios objetivos para reduzir as emissões de gases que levam à mudança climática.

Os EUA são a primeira nação a sair do acordo. As regras do contrato impediam um país de se retirar nos três primeiros anos após a ratificação, em 4 de novembro de 2016.

Agência Brasil

Após morte de acusador, Kevin Spacey tem processo criminal arquivado

Após morte de acusador, Kevin Spacey tem processo criminal arquivado - mundo, celebridadeFoto: Jolanda Flubacher/ World Economic Forum/ Fotos Públicas

O ator Kevin Spacey teve o processo criminal arquivado após o acusador, um massoterapeuta que acusava Spacey de forçá-lo a tocar em seus genitais durante uma sessão privada, morrer.

De acordo com o Departamento de Polícia de Los Angeles, a morte foi devido à causas naturais e, sem a vítima, não é possível dar prosseguimento ao caso.

Spacey ainda é investigado pela polícia britânica, a Scotland Yard, por mais seis alegações de assédio que teriam ocorrido entre 1996 e 2013.

Metro1

EUA: Câmara aprova regras para inquérito de impeachment contra Trump

EUA: Câmara aprova regras para inquérito de impeachment contra Trump - mundoFoto: White House/ Fotos Publicas

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira, dia 31, os próximos passos no processo de impeachment contra o presidente norte-americano, Donald Trump. A votação é o primeiro teste formal de apoio para o inquérito aberto pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

“Hoje a Câmara tomou o seguinte passo, estabelecendo os processos para audiências abertas, conduzidas pela Comissão de Inteligência da Câmara, para que o público possa ver os dados por si mesmo”, declarou, antes da votação, Pelosi.

A investigação se concentra sobre se Trump pressionou a Ucrânia a ajudar sua campanha à reeleição em 2020, acusação que ele nega.

Bahia.Ba

Em meio a protestos, Chile cancela realização da COP 25

Em meio a protestos, Chile cancela realização da COP 25 - mundoFotos: Cesar Itiberê/ PR

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou na manhã desta quarta-feira, dia 30, que o país não irá mais sediar 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 25), que aconteceria em dezembro.

O cancelamento se deu por conta da onda de protestos que assola o Chile e levaram a popularidade do presidente chileno aos menores níveis desde a redemocratização. “Sentimos e lamentamos profundamente os problemas e inconvenientes que essa decisão vai significar, tanto para a Apec quanto para a COP”, afirmou Piñera.

Ele também anunciou que o país não sediar o encontro dos países da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês). Existia a expectativa de que Estados Unidos e China assinassem a primeira fase do acordo comercial durante a Apec.

Bahia Noticias

Corpo de líder do Estado Islâmico foi jogado no mar, diz fonte americana

Corpo de líder do Estado Islâmico foi jogado no mar, diz fonte americana - mundoFoto: Departamento de Estado/ Domínio Público

O corpo do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr Al-Baghdadi, foi lançado ao mar, segundo informações dadas por uma fonte oficial norte-americana a agências de notícia internacionais. Não foi informado quando e onde ocorreu a operação.

O procedimento teria sido semelhante ao que foi adotado em relação a Osama Bin Laden, líder da Al Qaeda, após ser morto no Paquistão por uma unidade de elite de forças estadunidenses.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou que pretende divulgar vídeos da operação que matou o líder do Estado Islâmico.

Metro1

Fundo soberano da Arábia Saudita quer investir até US$ 10 bilhões no Brasil

Fundo soberano da Arábia Saudita quer investir até US$ 10 bilhões no Brasil - mundoFoto: José Dias/ Presidência da República

O fundo soberano da Arábia Saudita anunciou, nesta terça-feira, dia 29, que irá investir até US$ 10 bilhões no Brasil. A declaração foi feita através de um comunicado logo após o encontro entre o presidente Jair Bolsonaro e o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. O prazo e as áreas de investimentos ainda serão definidos, de acordo com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) por um conselho que será formado nos próximos meses com participação de representantes dos governos e da iniciativa privada dos dois países.

O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) disse que o Brasil é o sexto país a receber investimento do fundo soberano; os outros são Estados Unidos, Japão, França, África do Sul e Rússia. Lorenzoni afirmou que uma das intenções é que os recursos do fundo sejam usados em obras de infraestrutura, como a ferrovia Ferrogrão, entre Mato Grosso e Pará, projeto avaliado em mais de R$ 3 bilhões que faz parte do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI).

Também está em discussão a simplificação de vistos de turismo e de negócios entre cidadãos dos dois países, afirmou o ministro Ernesto Araújo. Na viagem de Bolsonaro por Ásia e Oriente Médio, o governo sinalizou intenção de isentar vistos de China e Índia em vistos de turismo e de negócios. Neste ano, a isenção já havia sido anunciada para cidadãos dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália, todos sem reciprocidade.

Bahia.Ba

Incêndios na Califórnia forçam evacuação de 180 mil pessoas

Incêndios na Califórnia forçam evacuação de 180 mil pessoas - mundoImagem Ilustrativa | Foto: Pixabay

Mais de 180 mil pessoas precisaram evacuar suas casas devido à uma onda de incêndios na Califórnia neste domingo, dia 27. Os focos se espalham no Condado de Sonoma, ao norte da cidade de São Francisco, reforçados por ventos que atingem a região.

Até a tarde de ontem, não havia registro de vítimas, mas 80 estruturas haviam sido comprometidas, sendo 31 delas residências.

Segundo a polícia local, 262 oficiais estão em campo atuando no apoio aos moradores, muitos reforçando a segurança para evitar riscos aos imóveis e patrimônio de pessoas que deixaram suas residências.

Metro1

Voltar à página inicial