Espaçonave dos EUA praticamente dá adeus à chance de pousar na lua

Espaçonave dos EUA praticamente dá adeus à chance de pousar na lua - mundo, cienciaImagem Ilustrativa | Foto: Bill Ingalls/ NASA

Após o lançamento do Peregrine, da empresa Astrobotic, em direção à Lua, na madrugada desta segunda-feira, dia 08, problemas técnicos frustraram a missão.

“Dada a situação, priorizamos maximizar a ciência e os dados que podemos capturar. Estamos atualmente investigando que perfis alternativos de missão podem ser viáveis neste momento”, se posicionaram as empresas responsáveis pela missão, a Astrobotic Technology, que desenvolveu o módulo de pouso Peregrino, e a United Launch Alliance (ULA), que desenvolveu o foguete Vulcan Centaur.

A espaçonave segue em direção à lua, de acordo com a trajetória estabelecida pelo lançamento do Vulcan. Os engenheiros tentarão controlar o rumo o suficiente para pelo menos se estabelecer em órbita lunar, o que tampouco é garantido. Com informações das agências internacionais.

Bahia.Ba

Coreia do Norte faz disparos pelo terceiro dia seguido em região de fronteira marítima com Coreia do Sul

Coreia do Norte faz disparos pelo terceiro dia seguido em região de fronteira marítima com Coreia do Sul - mundo, guerraImagem Ilustrativa de SpaceX-Imagery por Pixabay

A Coreia do Norte realizou disparos de artilharia pelo terceiro dia consecutivo na região de fronteira marítima com a Coreia do Sul, neste domingo, dia 07. Os militares da Coreia do Sul exigiram que as atividades militares sejam interrompidas na fronteira e afirmaram que a provocação enfrentará uma “resposta esmagadora”.

Na última sexta-feira, dia 05, a Coreia do Norte fez 200 disparos de artilharia, fazendo com que a Coreia do Sul emitisse alertas de emergência para as ilhas de Yeonpyeong e Baengnyeong, localizadas na região. Ao todo, sete mil pessoas foram orientadas a buscar abrigo. Já neste sábado, dia 06, de acordo com a Coreia do Sul, mais de 60 disparos foram feitos. No entanto, a Coreia do Norte disse ter apenas detonado explosivos em uma estratégia de engano.

A Coreia do Norte descreveu o início das ações como uma “resposta natural” às manobras militares realizadas na região pela Coreia do Sul. Os disparos ocorrem depois de uma série de declarações belicosas do líder norte-coreano, Kim Jong-un, que nos últimos dias ameaçou “aniquilar” a Coreia do Sul e os Estados Unidos. (mais…)

Decisão da Suprema Corte do Colorado deixa Trump inelegível para a Presidência

Decisão da Suprema Corte do Colorado deixa Trump inelegível para a Presidência - politica, mundoFoto: Tia Dufour/ White House

A Suprema Corte do Colorado decidiu na terça-feira, dia 19, que o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está inelegível para as próximas eleições à Casa Branca em 2024 no estado. Apesar disso, a decisão vale apenas no estado do Colorado.

Para que tenha validade nacional, a decisão precisa ser acatada pela Suprema Corte dos Estados Unidos. O argumento utilizado pela corte foi de que a 14ª Emenda da Constituição americana o inabilitou por insurreição ao instigar a invasão do Capitólio em 6 de janeiro de 2021, momento considerado o maior ataque à democracia do país na história atual.

Caso ele seja inabilitado também pela Suprema Corte, poderá se desqualificar de maneira ampla, o que poderá fazer com que outras cortes máximas estaduais cheguem a um mesmo entendimento. A decisão será mantida, ao menos, até 4 de janeiro, dando tempo para recursos.

Metro1

Vulcão entra em erupção na Islândia

Vulcão entra em erupção na Islândia - mundoImagem Ilustrativa by Adrian Malec from Pixabay

Um vulcão entrou em erupção, nesta segunda-feira, dia 18, na península de Reykjanes, na Islândia. Autoridades islandesas comunicaram que a erupção ocorreu nas proximidades da cidade de Grindavik, às 22h17, horário local (18h17 em Brasília).

O serviço meteorológico destacou que a erupção foi precedida por um terremoto, resultando na abertura de uma fissura com 4 km de extensão, liberando entre 100 e 200 metros cúbicos de lava por segundo.

Especialistas observaram que o volume de lava expelido superou a média de erupções anteriores. Por volta das 3h da terça-feira, dia 19, as autoridades anunciaram que a atividade vulcânica estava em declínio. Não há registros de estragos ou feridos.

Fonte: Metro1

Acordo fechado entre Venezuela e Guiana proíbe uso da força

Acordo fechado entre Venezuela e Guiana proíbe uso da força - mundo, guerraImagem ilustrativa by Free-Photos from Pixabay

O acordo fechado entre Venezuela e Guiana em São Vicente e Granadinas, nesta quinta-feira, dia 14, proíbe o uso da força no conflito e ameaças envolvendo o território de Essequibo. Os representantes dos dois países, Irfaan Ali (Guiana) e Nicolás Maduro (Venezuela), concordaram em se reunir no Brasil nos próximos meses.

A última reunião foi mediada pelo Brasil, que enviou o assessor especial Celso Amorim. O primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas afirmou que os presidentes concordaram em evitar uma escalada no conflito. Os dois líderes também se comprometeram em dialogar para resolver assuntos pendentes relacionados à disputa territorial. O Essequibo faz parte da Guiana, mas é reivindicado pela Venezuela, que, no início de dezembro, aprovou um referendo para a anexação da área.

Desde então, tensões aumentaram na tríplice fronteira e o governo brasileiro destinou recursos militares para garantir a segurança na região. O Brasil compartilha quase 800 km de fronteira com o Essequibo, principalmente no estado de Roraima, na Região Norte do país. Nessa área, há seis municípios brasileiros onde vivem cerca de 140 mil pessoas, entre elas aproximadamente 40 mil indígenas.

Metro1

Helicóptero do Exército da Guiana desaparece perto da fronteira com a Venezuela

Helicóptero do Exército da Guiana desaparece perto da fronteira com a Venezuela - mundo, guerraImagem Ilustrativa by Pexels from Pixabay

Um helicóptero do Exército da Guiana com sete pessoas a bordo desapareceu nesta quarta-feira, dia 06, perto da fronteira com a Venezuela. Os países vivem uma escalada da tensão pela disputa do território do Essequibo.

Ainda não é possível afirmar a causa do acidente, que aconteceu em condições meteorológicas adversas, segundo o chefe das Forças Armadas de Guiana, Omar Khan. De acordo com o Departamento de Informação Pública do país, a aeronave transmitiu um sinal de emergência às 11h20 a cerca de 45 quilômetros da fronteira, na área de disputa.

Dois tripulantes e cinco oficiais superiores estavam a bordo para irem até uma inspeção das tropas que guardavam a área de fronteira em disputa com a Venezuela, segundo Khan. Estavam a bordo o capitão Charles, o coronel Michael Shahoud, o brigadeiro aposentado Gary Beaton, o tenente Golonel Sean Welcome, o sargento Jason Khan, o tenente-coronel Andio Michaeal Crawford e o cabo Dwayne Jackson. (mais…)