A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) aderiu a paralisação nacional após o Ministério da Educação anunciar cortes de verbas. Estudantes, professores e demais funcionários fecharam os portões da universidade situada na Avenida Carlos Amaral em Santo Antônio de Jesus (BA) na manhã desta quinta-feira, dia 8, para protestar contra os cortes.

“As universidades e institutos federais estão sem dinheiro para manter a universidade de pé, pagar funcionários, auxílios estudantis, isso é resultado do governo Bolsonaro que quer terminar o governo dele prejudicando as instituições. Essa paralisação é para conseguir garantir nossos direitos”, disse a estudante Letícia Góes.

Os vigilantes também participam da manifestação. Segundo o vigilante Danilo Oliveira, a categoria foi bastante prejudicada. “Eram 26 vigilantes e foi preciso reduzir para 13, isso aumenta a insegurança no campus”, pontuou. Após o protesto os manifestantes seguiram para Cruz das Almas para participarem de uma assembleia.

Editado por Hélio Alves – Tribuna do Recôncavo | Reportagem: Andaiá | Redação: Blog do Valente