A cidade de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, registrou um maior número de mortes violentas nos primeiros meses de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. No ano passado 35 homicídios foram registrados na 4ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia Civil). Somete este ano foram registrados 14 homicídios, cerca de 40% das mortes violentas de todo o ano de 2019. De acordo com informações da Polícia Civil, a maioria estava relacionada ao tráfico de drogas, direto ou indiretamente.

No mês de janeiro foram registrados 5 assassinatos e 9 no mês de fevereiro. Para o Coordenador da 4ª Coorpin, Dr. Edílson Magalhães, o tema é bastante delicado diante da onda de violência que tem se intensificado no município. O delegado atribuiu os números a falta de diálogo entre a Polícia Civil e o Governo do Estado.

“O que acontece agora que a Polícia Civil está com uma dificuldade de diálogo com o governo e a Polícia Civil como qualquer uma não pode fazer greve, mas o sindicato dos delegados, agentes e peritos traçaram objetivos no intuito de retardar algumas investigações e operações nesse período de 2 meses para cá. Posso afirmar que o índice de homicídio aumentou por conta desse fator”, disse Magalhães.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Fonte: Blog do Valente