Equipes da Companhia Independente de Polícia e Proteção Ambiental (Cippa) de Porto Seguro (BA) recuperaram placas de madeiras de árvores da Mata Atlântica nativas do município. O trabalho de combate ao armazenamento e transporte ilegal de madeira aconteceu entre a quinta (18) e sexta-feira (19), em ações distintas.

Denúncias anônimas sobre a presença de um depósito ilegal levaram os policiais ambientais até uma área rural do distrito de Agrovila na sexta-feira, dia 19. No local, os militares encontraram grande quantidade de madeira da espécie vinhático.

“Encontramos o dono do espaço, mas ele não apresentou nenhuma autorização para a posse das madeiras. No local, também encontramos quatro motosserras e ele também não possuía porte”, contou o comandante da Cippa, capitão Ricardo Araújo.

Já na quinta-feira, os policiais abordaram um caminhão que transportava uma grande carga da madeira pela BR-367, estrada que faz ligação entre os municípios de Eunápolis e Santa Cruz Cabrália.

O caminhão foi interceptado próximo à entrada de Porto Seguro e, ao ser questionado, o condutor do veículo também afirmou não possuir licença para transportar a madeira. No veículo, os policiais também encontraram outra motosserra sem licença para uso. Todo o material foi encaminhado para a sede da Cippa, juntamente com os dois suspeitos.

Na unidade, os homens assinaram Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), por descumprimento dos artigos 46 e 51 da Lei 9605/98, pelo transporte e armazenamento ilegal de madeira e porte ou uso ilegal de motosserra, respectivamente.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Bahia Noticias