Um grupo de pessoas é acusado de “furar” a barreira sanitária em Morro do Chapéu (BA), na Chapada Diamantina, para realizar uma pesquisa eleitoral. O caso surpreendeu os moradores da cidade diante das restrições devido à pandemia do novo coronavírus.

Dois homens e três mulheres se apresentavam de casa em casa como pesquisadores. Nos questionários havia perguntas como o grau de aprovação do prefeito Leonardo Dourado e da administração dele, dentre outras questões.

A equipe trabalharia para um instituto de pesquisas de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. A coordenadora da vigilância epidemiológica da cidade, Lorena Bonfim, disse não saber como o grupo conseguiu passar pelas barreiras do município.

Redação: Tribuna do Recôncavo | Informações: Noticias da Bahia