O pai do adolescente de 12 anos, que morreu após ser atingido por um muro de uma escola, que desabou na manhã deste sábado, dia 16, na cidade de Itabuna, no sul da Bahia, também faleceu. O óbito aconteceu horas depois, no Hospital de Base do município.

Segundo familiares das vítimas, pai e filho voltavam de uma feira e passavam pela área externa da Escola Municipal Marechal Castelo Branco quando parte do muro desabou. O garoto, identificado pelas iniciais G.A.L., morreu no local. Já o pai dele, o pedreiro Fábio Guedes dos Santos, de 45 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Base de Itabuna.

De acordo com o irmão do pedreiro, Fábio Guedes estava inconsciente e apresentava estado de saúde gravíssimo quando foi socorrido. Moradores de casas próximas à escola relataram que o muro apresentava rachaduras e sinais de que poderia desabar. A versão foi confirmada pela Defesa Civil de Itabuna, que vistoriou o local após o desabamento.

G1/ Bahia