O inquérito que apura suspeitas de pagamentos indevidos da JBS ao deputado federal Aécio Neves (PSDB) será encaminhado à Justiça Eleitoral, determinou a 11ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3).

Segundo a Folha, a decisão atende a pedido feito pela defesa do tucano, que desejava retirar a investigação da Justiça Federal.

O habeas corpus foi impetrado após decisão do juiz federal João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, que havia negado, em julho, pedido da defesa do parlamentar, e determinou que o inquérito fosse mantido na Justiça Federal.

Bahia.Ba