O Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte de cinco crianças coreanas em uma vala aberta para uma obra no município baiano de Formosa do Rio Preto, oeste do estado baiano. O órgão quer saber se há responsabilidades trabalhistas na tragédia.

O fato ocorreu na tarde da última sexta-feira, dia 29, no povoado de São Marcelo, a 40 km do centro da cidade. O MPT vai solicitar informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Técnica (DPT), que foram acionados e estiveram no local para fazer perícia. Além disso, poderão ser emitidos ofícios solicitando perícia técnica dos auditores-fiscais do trabalho lotados na região.

Segundo a prefeitura do município, duas vítimas tinham 11 anos, outras duas tinham 7 e a mais nova, tinha 6. Elas brincavam quando foram atingidas pela terra. O caso aconteceu por volta das 12h, na fazenda Paraíso, conhecida como a “Vila dos Coreanos”, uma comunidade formada por imigrantes, da qual faziam parte as crianças.

Bahia Noticias