O primeiro dia de busca das cinco vítimas do naufrágio de uma canoa no Rio Paraguaçu, no município de Cabaceiras do Paraguaçu (BA), acabou sem êxito. Quatro crianças e um adulto seguem desaparecidos: Anatália de 14 anos, Cauã de 11, Adriele de 8, Luis Felipe de 5 e Roque de aproximadamente 50 anos. Eles residem em Tapiaçu, distrito de Cabaceiras do Paraguaçu e no momento do acidente estavam retornando de Santo Estevão.

As buscas, que estão sendo feitas pelo Grupamento Marítimo de Bombeiros Militar, com apoio da equipe de busca e resgate da Capitania dos Portos da Bahia, serão retomadas nesta sexta-feira, dia 3. A canoa com 6 pessoas virou na tarde de quarta-feira, dia 1º. Apenas uma pessoa foi regatada, o pescador Paulo Roberto, que é avô de três crianças e pai de outra vítima. Ele conseguiu nadar até às margens do rio.

Segundo a tia das crianças, Priscila Leôncio, seus sobrinhos estavam passeando na casá da avó em Santo Estêvão e retornariam de carro nesta quinta-feira, mas resolveram retornar de canoa na quarta-feira. “A canoa virou no meio do rio. Meu tio, pela misericórdia de Deus, conseguiu sobreviver. Ele foi nadando até a margem do rio para pedir socorro. Só que como já foi tarde, a gente não teve muita coisa para fazer”, disse Leôncio.

Redação: Tribuna do Recôncavo | Informações: Correio 24h e TV Bahia

MATÉRIA RELACIONADA: Corpos de três crianças que sumiram após canoa virar no Rio Paraguaçu são encontrados