O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), não falou com os jornalistas na saída do Palácio do Alvorada nesta segunda-feira, dia 30, porque, segundo ele, sofreu com a “deturpação” dos fatos feita pela mídia durante cobertura da Assembleia da ONU. “Imprensa, eu gosto muito de vocês, mas tudo é deturpado. Quando vocês fizerem uma matéria real do que aconteceu na ONU, eu dou entrevista a vocês”, declarou aos profissionais da imprensa.

Ele avaliou sua declaração no evento e disse que não foi ofensivo com ninguém. “No meu entender, um discurso objetivo e patriótico, diferente de presidentes que me antecederam, que iam lá para serem aplaudidos e nada além disso”, afirmou. Ainda hoje, o presidente falou e tirou fotos com apoiadores na porta do Alvorada durante seis minutos. Na conversa, ele ainda disse que sua posição “não é fácil”, embora esteja fazendo “o melhor possível”.

“Eu sabia as dificuldades, dos problemas, do aparelhamento do Estado, da dívida interna monstruosa, da oposição de grande parte da mídia, que só tem ódio pra um lado. Muitas vezes, eu nem falo nada e já é manchete. Daí pra dizer que a mentira é muito grande, aí diz que eu recuei”, disse o presidente.

Fonte: Metro1 | Informações: Portal Poder 360