Em evento relativo aos 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro assinou projeto de autonomia do Banco Central. O texto será encaminhado à Câmara Federal. O chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou que a matéria estabelece mandato de quatro anos para o presidente do BC, não coincidente com o mandato de presidente da República, prorrogável por mais quatro anos.

Além disso, o projeto prevê a retirada do status de ministro para o comandante da instituição. “A independência do Banco Central é uma ferramenta muito importante, usada pelas principais nações do mundo para dar tranquilidade a este fundamental setor, que mexe com a vida de todos nós”, declarou Onyx.

Tramita atualmente no Congresso um texto de teor semelhante, apresentada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). O ministro da Casa Civil afirmou que o governo pretende “apensar” as propostas, ou seja, realizar uma tramitação conjunta.

Redação: Bahia.Ba | Fonte: G1