O município de Barreiras, no Extremo Oeste baiano, informou nesta segunda-feira, dia 09, que vai recuperar a área usada no lixão da cidade. No mesmo dia, a gestão municipal comunicou a transferência do local de recolhimento de resíduos sólidos para um aterro sanitário, modelo mais recomendado. A medida visa atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos, implantada em 2010, que determina a erradicação dos lixões.

Conforme a prefeitura barreirense, o aterro contará todos os elementos de proteção ambiental, como os sistemas de impermeabilização de base e laterais, de coleta e drenagem, captação de gases, e tratamento de líquido percolados. A prefeitura de Barreiras também implantou o Programa de Compensação Financeira Temporária. A iniciativa é destinada a catadores de materiais recicláveis que exerciam atividades no lixão do município. O benefício é de R$ 800 mensais.

“Hoje é um dia de muita alegria para todos nós. Estamos começando a partir desta data a destinar de maneira ambientalmente adequada os resíduos sólidos urbanos recolhidos em nosso município. Esse era um compromisso que tínhamos assumido com a nossa cidade e está inserido entre as 30 metas estabelecidas pelo Programa Barreiras 2030 Cidade do Futuro, com isso, nós alcançamos a quarta meta do programa. Mas a Cidade do Futuro além de inteligente e sustentável, precisa ser também humana, e para isso pensamos nos catadores que trabalhavam no lixão e procuramos contemplar todos com uma ajuda de custo mensal, até iniciarmos a próxima etapa do processo no qual eles farão parte, que é a implantação do Centro de Triagem de Resíduos Sólidos – CTR. Esse é o nosso compromisso e estamos cumprindo, porque Barreiras é o nosso futuro hoje e o nosso orgulho sempre”, disse Barbosa.

Bahia Noticias