O vereador de São Paulo Fernando Holiday (Novo) entrou com um pedido na Justiça para suspender o cachê do show da cantora Ludmilla na Virada Cultural da capital paulista, alegando que a artista fez protesto a favor do ex-presidente Lula.

“A MC Ludmila, enquanto o telão marcava as cores do Partido dos Trabalhadores, levou a plateia a fazer o símbolo de Lula, ignorando a legislação eleitoral e a justificativa para tamanho gasto, subsidiando indiretamente a pré-candidatura do mesmo”, afirma o parlamentar no pedido apresentado à Justiça.

Nas redes sociais, o deputado disse que a prefeitura de São Paulo pagou mais um evento a favor de Lula. “No último fim de semana, mais uma vez, a Prefeitura de São Paulo financiou um evento que acabou se tornando um showmício pró-Lula”. A funkeira respondeu o parlamentar no Twitter. “Deixa eu contar um segredo: meu nome também começa com a letra L”. O valor pago pelo show é de R$ 200 mil.

Bahia.Ba