Após um longo período de férias, o programa “Conversa com o Bial” retoma em nova temporada com convidados bastante especiais. Além da estreia nesta terça-feira (9) com a entrevista ao ministro da Justiça Sérgio Moro, Pedro Bial vai conversar com o guru de Jair Bolsonaro, o filósofo Olavo de Carvalho, e também com o ex-deputado do PSOL, Jean Wyllys, nas próximas edições. Bial foi o primeiro jornalista a entrevistar o escritor autoexilado nos Estados Unidos, Olavo de Carvalho, em 1997.

O apresentador afirmou que chamou Olavo para analisar o que aconteceu depois de mais de duas décadas: “Agora, chamei o Olavo para rever aquela entrevista de 22 anos atrás, olhar tudo o que aconteceu de lá para cá”, explicou Bial ao Gshow. Do outro lado da moeda, o desafeto de Jair Bolsonaro, Jean Wyllys, vai falar sobre as ameaças de morte sofridas durante e após as eleições presidenciais. Reeleito deputado pelo PSOL, o baiano de Alagoinhas abandonou no mandato e preferiu sair do Brasil por temer pela sua segurança.

Apesar do antagonismo representado pelos dois convidados, Bial vê semelhanças entre Olavo e Jean Wyllys, e reforça que opiniões “opostas” contribuem para o exercício da “democracia”: “São brasileiros que sofrem o Brasil, intelectual e emocionalmente. Talvez por isso não tenham conseguido ficar aqui. Estão fora, mas permanecem ativos e influentes. Ideias opostas não necessariamente precisam se excluir. Elas devem conviver. É assim que é a democracia”, resume.

Bahia.Ba