A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, no Recôncavo da Bahia, amanheceu neste domingo, dia 01, com portas, paredes e escadarias manchadas. O fato ocorre um mês após a reabertura da igreja que tinha ficado fechada para reformas durante dois meses.

Até esta segunda-feira, dia 02, ninguém foi preso pelo ato de vandalismo. Em nota, a direção da igreja repudiou e lamentou o fato ocorrido. Disse ainda que a conduta é caracterizada como crime de dano, com pena de um a seis meses de prisão, ou multa, para quem comete esses atos.

O templo em Santo Amaro completou 331 anos em 2019 e foi reaberto no dia 27 de outubro passado. Criada em 1688, a igreja é uma das primeiras construídas no país, sendo a primeira dedicada à Senhora da Purificação em todo território nacional.

Informações: G1/ Bahia | Redação: Bahia Noticias