Como parte da programação da Semana Santa, fiéis católicos das seis paróquias de Santo Antônio de Jesus participaram, na manhã desta quarta-feira (17/04) da tradicional procissão do encontro.

Os fiéis saíram de suas paróquias por volta das 4h30 da manhã, e se encontraram na Praça da Bíblia, onde foi realizada uma missa campal presidida pelos padres Nelson Franca, Edson de Melo, Wilson Vitória, José Raimundo Galvão, Jorge Pereira e Valmiro Santiago. A missa começou às 6 e terminou às 7 horas, como estava previsto.

Na reflexão do evangelho Padre José Raimundo Galvão, pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças, falou que é preciso irmos sempre ao encontro de Jesus e nunca de encontro a Jesus.

“O que a gente viu aqui é um desejo de encontro, buscar Jesus como ele é e não a cultura de ir de encontro. Quem vai ao encontro vai querendo aprender se assimilar com Ele, se juntar com Ele, e aí cresce, progride, ressuscita, mas quem vai de encontro bate testa com Deus [porque] vai a Deus buscando vantagem, querendo a religião da gente não como Ele é, mas como a gente quer que Deus seja. [E quando] nós buscamos estar ao encontro a gente cresce”, disse Galvão.

Reportagem e Texto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

SAJ: Fiéis participaram de procissão do encontro e missa campal nesta quarta - saj, noticias, destaque

Foto: Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

TRÍDUO PASCAL

Na quinta, sexta e sábado (18, 19 e 20) acontece a mais importante celebração da fé cristã, o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, na verdade é uma celebração só, que começa nesta quinta e termina no sábado. Então, não trata-se de três celebrações, é uma grande celebração que acontece em três dias.

 

QUINTA-FEIRA

Memória da instituição da Eucaristia, quando Jesus dar aos seus discípulos o mandato para celebrar a eucaristia em seu nome, também o mandato do serviço e do amor simbolizado no gesto do lava pés;

 

SEXTA FEIRA

É o único dia que em nenhum lugar do mundo a Igreja celebra missa, ou seja, não há neste dia a celebração de nenhum sacramento; o que é celebrado na Sexta Feira Santa é o Ofício da Paixão, onde os fiéis comungam as hóstias que são consagradas na quinta-feira; também acontece a adoração da cruz, fazendo assim, a memória dessa entrega honrosa de Jesus na cruz;

 

SÁBADO

Por fim, só depois do anoitecer do sábado (20/04) celebra-se a Vigília Pascal, que é a grande celebração da ressurreição do Senhor, que dar sentido a certeza que nós temos, que com Ele também ressuscitaremos.

Redação: Tribuna do Recôncavo | Informações sobre o tríduo pascal: Pe Marco Antônio (arquivo)