Ao comentar suas propostas para a área tributária, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu a isenção do Imposto de Renda de pessoas físicas com salários até R$ 5 mil e se comprometeu a reajustar a tabela do IR anualmente, caso seja eleito presidente no pleito de outubro.

“Eu tenho a ideia de que nós vamos ter que escolher uma faixa maior para a gente poder isentar de imposto de renda. Hoje é R$ 1.900 reais que as pessoas estão isentas, é preciso que a gente discuta uma outra faixa. Eu fico pensando por volta de 5 mil reais, ou seja, até lá as pessoas não precisariam pagar imposto de renda”, disse o petista.

“Mas nós vamos ter que discutir, porque na hora que você fizer isso, você vai ter que deixar de arrecadar uma quantidade enorme de dinheiro que você vai ter que dizer de qual outra fonte você vai tirar recurso. Não tenho para fazer isso, porque ainda não ganhei as eleições…”, ponderou Lula, garantindo, no entanto, que o reajuste, “independente de qualquer coisa” será feito todo ano.

Na entrevista o ex-presidente também voltou a defender uma maior tributação para os mais ricos e o fim da isenção de taxação de lucros e dividendos. Neste sentido, ele propõe uma reforma tributária progressiva, a partir da qual quem possui maior renda paga mais imposto.

Redação: Bahia Noticias | Informações: Rádio Super de Minas Gerais