Os municípios de Itamaraju e Porto Seguro, ambas cidades no sul da Bahia, decretaram estado de calamidade pública, nesta quarta-feira, dia 08, após as fortes chuvas que atingiram a região sul da Bahia. O estado de calamidade é decretado em razão de desastre cujos os danos e prejuízos tenham comprometido a capacidade de resposta do poder público do município atingido. Em Itamaraju, três pessoas da mesma família morreram soterradas e ao menos seis casas desabaram após um barranco deslizar. As vítimas estavam dentro de um dos imóveis.

Cidades da região sul da Bahia amanheceram, nesta quarta-feira, com estragos provocados pela chuva que atingiu vários municípios, desde a noite de terça-feira, dia 07. Em Jucuruçu, onde os rios Gado Bravo e Jucuruçu transbordaram e causaram sérios transtornos, famílias ficaram desabrigadas. Em Arraial D’Ajuda, distrito de Porto Seguro, o teto de uma sorveteria desabou na noite de terça. Segundo pessoas que estavam no local, dois turistas teriam saído da sorveteria minutos antes do teto cair. Ninguém ficou ferido.

Nesta quarta, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) informou que o estado tem 30 cidades em situação de emergência por causa de fortes chuvas. A decretação da situação de emergência, é quando há comprometimento parcial, onde a crise é menos grave. Já no estado de calamidade, o comprometimento é substancial, sendo a crise mais grave e com efeitos sobre a população.

G1/ Bahia