A Governo Federal, através do Ministério da Saúde, vai destinar R$ 16,2 milhões à Bahia dentro do programa de incentivo de custeio para a execução de ações de vigilância, alerta e resposta à emergência da Covid-19. A verba será enviada em caráter excepcional e temporário.

O custeio foi instituído pelo Ministério e consta no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (29). A Bahia vai receber R$ 3 milhões para os Centros de Informações estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) para resposta coordenada à doença. A verba está dividida em R$ 1 milhão para o estado, R$ 1 milhão para Salvador e o mesmo valor para Feira de Santana.

A publicação prevê o custeio de R$ 13,2 milhões para a Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (Renaveh) como unidades sentinela de Covid-19 e doenças de notificação compulsória. Esse total está disposto em R$ 11,1 milhões para o estado, R$ 900 mil para a capital Salvador, R$ 600 mil para Teixeira de Freitas e R$ 300 mil para Feira de Santana.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Fonte: Bahia Noticias