O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais nesta segunda-feira (2) para defender a liberação de armas. No Twitter, o mesmo escreveu: “Povo armado jamais será escravizado”.

A publicação é uma resposta a uma reportagem publicada pela revista Veja que diz que o vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, Carlos Bolsonaro, atuou para barrar o controle de armas e munições no país.

De acordo com a publicação, ele teria participado de reuniões oficiais para se contrapor à medida. O presidente também destacou que “muitos trabalharam e ainda se empenham para se evitar o desarmamento nos moldes de outros governos”.

Varela Noticias