O site do Ministério da Saúde e a plataforma ConecteSUS sofreram um ataque hacker na noite da quinta-feira, dia 09, e, até a manhã desta sexta-feira, dia 10, apresentam instabilidade. Ao acessar o aplicativo ConecteSUS – popularizado como o passaporte vacinal da Covid-19 – os usuários não têm mais acesso às informações sobre as doses.

O ConecteSUS passou a exibir a seguinte mensagem: “Aguarde até 10 dias úteis para que o registro de vacina apareça, caso não aconteça, busque o estabelecimento de saúde onde você tomou a vacina”.

Nas duas páginas, os invasores escreveram que o portal sofreu um “ransomware”. Pouco antes das 7h, a mensagem não era mais exibida nos sites, mas eles continuam inacessíveis. Ransomware é um tipo de malware (vírus) que sequestra o conteúdo do computador da vítima e cobra um valor em dinheiro pelo resgate. O Ministério da Saúde ainda não se manifestou sobre o caso.

Metro1