A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) disponibilizou, nesta sexta-feira (9), um link para a consulta sobre o direito à Bolsa Presença. A iniciativa faz parte do programa Estado Solidário, do Governo do Estado, e concederá R$ 150 para as famílias dos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, cadastradas no Cadastro Único (CaDÚnico). A Bolsa Presença visa promover a permanência dos alunos na escola, fortalecer a aprendizagem e estreitar a relação com a escola, durante este período de pandemia do novo Coronavírus.

A consulta pode ser feita através do sistema SIADIANTE, da SEC, pelo endereço siadiante.educacao.ba.gov.br. Quem não tem acesso à internet, poderá ligar para a escola e solicitar a consulta no sistema.

Na consulta, é necessário informar o Número de Identificação Social (NIS) e a data de nascimento do responsável pela família. O aluno pode consultar o NIS no Cartão Cidadão, na Carteira de Trabalho (CTPS) ou nos extratos de FGTS. Outra alternativa é a consulta pela internet, a partir do número do CPF, no portal meu.inss.gov.br ou através do aplicativo meucadunico.cidadania.gov.br.

O auxílio será pago através de um cartão que será entregue pela SEC à família do aluno. As datas da entrega do cartão e do recebimento da primeira parcela ainda serão divulgadas pela SEC. O valor de R$ 150 da Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do vale-alimentação estudantil e os R$ 100 se for monitor do Mais Estudo.

As condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que esteja matriculado (aulas remotas e/ou presencial), com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: SEC