O vereador Marcos Mendes (PSOL) protestou, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (29), quanto à obrigatoriedade ao uso de calças para o acesso à Câmara Municipal de Salvador, previsto no regimento interno da Casa.

A motivação para o protesto veio de uma sessão especial realizada pelo edil na última sexta-feira (26), em homenagem à Maria Lúcia Santos Pereira, fundadora do Movimento de População de Rua da Bahia, falecida em 2018. De acordo com  Mendes, moradores de rua que foram à solenidade foram barrados por não estarem trajando a indumentária exigida pela Câmara.

“Vou propor uma emenda ao regimento para que as pessoas venham a essa Casa como quiserem, respeitando, claro, alguns pudores. Para que pelo menos  nas Sessões Especiais possam usar bermuda e saia”, disse o vereador na tribuna.

O presidente da CMS, Geraldo Jr. (SD), respondeu prontamente ao protesto de Mendes. “Não que eu não ache decentemente trajado, mas entendo eu que não seja ambiente, até para que, em caráter subjetivo, não ocorram aberrações nesta Casa. Pessoas não iriam a um casamento desta sorte. Respeito a proposição. Se o Senhor apresentar uma emenda eu vou acolher e submeter aos líderes”, disse o presidente.

Bahia Noticias