Estudantes, professores e a direção da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB do campus de Santo Antônio de Jesus, participaram da Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, dia 05, a fim de buscar apoio dos órgãos municipais como forma de apoio durante os cortes federais que a instituição vem sofrendo.

De acordo com a coordenadora do Centro de Ciências e Saúde – CCS em Santo Antônio, professora Flávia Henrique, os contingenciamento de verbas tem atingido todos os setores da instituição e comprometido até mesmo o ensino. “Esse tem sido um momento bastante difícil, marcado por um estrangulamento em termos orçamentários financeiros que afetou o nosso funcionamento e a execução de nossas atividades com qualidade”, disse a professora.

Na Câmara, os representantes pediram apoio dos órgãos locais que reconhecem a luta para inserção desta unidade na cidade e no Recôncavo como um todo. “A universidade é fruto da luta do povo do Recôncavo. Quando falamos do ataque e ameaças a gente está falando da possibilidade de manutenção ou não dessa instituição nesses territórios, é uma questão que desrespeita a todos.”, salientou.

Apesar de não se ruma realidade apenas da UFRB, como UFBA e os institutos federais, o bloqueio financeiro liberado apenas no mês de outubro pode não ser o suficiente e até mesmo não conseguir sanar com todos os problemas. Segundo Flávia, as consequências podem ser sentidas até o próximo ano. “O que se anuncia para 2020 é um pouco preocupante”, lamentou.

Blog do Valente