Nesta quinta-feira, dia 15, completou dois meses que Daniel da Cruz de Jesus, de 24 anos, foi morto por um policial militar durante uma abordagem no Bairro Irmã Dulce, em Santo Antônio de Jesus (BA).

Em nota, a Polícia Civil disse que “imagens de câmeras de segurança que flagraram a ação estão sendo analisadas”, que aguarda os laudos da perícia para auxiliar na investigação, e que testemunhas ainda estão sendo ouvidas.

No mês de julho, a Polícia Militar apresentou uma versão oficial que contradiz com as imagens registradas. Nela, a PM afirma que “os policiais foram recebidos a tiros, que houve um revide e que Daniel foi atingido, desarmado e socorrido imediatamente para o hospital”.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1/ Bahia