O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou que as creches, escolas e universidades devem fechar durante 15 dias a partir desta sexta-feira (22). Costa quer que haja um período de férias a ser compensado depois com aulas em outros períodos de descanso que estavam previstos no calendário escolar.

Durante esse período, portanto, não haverá também o ensino à distância, como havia acontecido em março do ano passado, em que o país viveu o lockdown. O primeiro-ministro disse que houve um “esforço extraordinário” das escolas para manterem as aulas presenciais, mas que “manda o princípio da precaução” suspender as atividades letivas durante 15 dias, de acordo com o jornal português Público.

De acordo com o boletim divulgado pelo país nesta quarta-feira (20), Portugal tem 581 mil casos confirmado de coronavírus no total, com 9.465 mortes. Nas últimas 24 horas, 219 portugueses morreram em decorrência da Covid-19.

Bahia.Ba