Um trabalhador morreu soterrado em uma obra de esgotamento sanitário no bairro de Itinga, na cidade de Lauro de Freitas (BA), região metropolitana de Salvador, na noite de segunda-feira, dia 30. Nilton de Jesus Santos tinha 22 anos e estava há 30 dias na empresa terceirizada, que fazia a obra. O acidente aconteceu na Rua Dr. Gerino Souza Filho, por volta das 20h50. Cerca de 10 trabalhadores estavam no local no momento do acidente.

Testemunhas contaram que eles trabalhavam em uma tubulação, quando a água começou a subir muito rápido. Dessa forma, a terra acabou deslizando e a lama atingiu três trabalhadores, incluindo Nilton. Os moradores ajudaram no resgate, mas só conseguiram tirar dois homens do local. Porém, ele acabou soterrado. No local da obra havia um equipamento de contenção, que ajuda a evitar que trabalhadores sejam soterrados nos possíveis deslizamentos, mas não foi usado durante o trabalho. Contudo, ainda não se sabe o motivo desse equipamento ter sido dispensado. Moradores que testemunharam o acidente também contaram que os trabalhadores não tinham cinto de segurança e nem cordas.

A 27ª delegacia de Itinga investiga a morte de Nilton. O jovem trabalhava na prestadora LPX Lander, que fazia servidos para a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa). Por meio de nota, a Embasa lamentou a morte do trabalhador e disse que vai iniciar uma “investigação para apurar as responsabilidades desse acidente de trabalho”. Disse ainda que está cooperando com as autoridades e que presta apoio aos familiares da vítima. Nilton deixa dois filhos.

Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: G1/ Bahia