Agricultores e agricultoras familiares do município de Jaguaripe (BA), no território Baixo Sul, estão dando novos passos na atividade da piscicultura. E, agora, com a ordem de serviço assinada, a Propesca – Associação Obras Sociais, da Comunidade de Ilha D’ajuda, praia dos Garcez, prosseguirá com a execução do projeto e dará início à construção do galpão para o beneficiamento do pescado.

Além do novo galpão, os investimentos serão destinados também para a construção de sete tanques de geomembrana elevado, sendo seis de engorda e um para decantação e filtragem da água, equipamentos de apoio à produção como: balanças, freezers, medidor multiparâmetro a prova d´água e fabricador de gelo, com capacidade de produção de 30 quilos por dia.

Para os primeiros ciclos, está estabelecida a entrega de tilápias revertidas de fêmea para macho, para garantir a uniformidade da produção, e rações, além de capacitações com a Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase), prestadora contratada para prestar assistência técnica e extensão rural (Ater) para a associação e o acompanhamento com o Agente Comunitário Rural (ACR), Jefferson Correia. O ACR inclusive comenta como é a produção hoje na piscicultura de Jaguaripe.

Jaguaripe: Associação da Ilha D’ajuda terá galpão para beneficiamento de pescado - noticias, jaguaripe, destaque, bahia

Foto: SDR/CAR

“O comércio do pescado aqui na ilha se baseia mais no extrativismo. Vamos começar agora esse projeto na criação do peixe e, a depender do desenvolvimento da região, [a criação] do camarão. Hoje, o principal problema é a comercialização, porque os pescadores dependem dos atravessadores”, comentou Jefferson.

Os investimentos, de mais de R$ 560 mil, são do Estado da Bahia, por meio do projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

SDR/CAR