A empresa Delta Tankers, proprietária do navio apontado pela Polícia Federal como suspeito pelo óleo que atinge as praias do Nordeste desde setembro, se defendeu da acusação.

A empresa alegou possuir “dados e documentos” que mostram que sua embarcação não tem envolvimento com o vazamento. A empresa disse ainda que está em busca de respostas legais para o dano à sua imagem causado pela acusação.

“A Delta Tankers tem todos os dados e documentos que provam que sua embarcação não está envolvida, mas até o momento ninguém pediu para vê-los”, disse a empresa.

A petroleira divulgou nota nesta segunda-feira (4), afirmando que não foi procurada pela PF e que o Ministério de Assuntos Marinhos da Grécia também não recebeu pedido de informações ou outro tipo de contato das autoridades brasileiras.

Informações: G1 | Redação: Bahia Noticias