O presidente Jair Bolsonaro fez críticas ao presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sugeriu um confronto com o país norte-americano, em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (10). A declaração foi dada após o democrata falar sobre a possibilidade de criação de um fundo de US$ 200 milhões para combater a destruição da Amazônia no Brasil e que, caso o país não aceitasse, seria defendida a imposição de barreiras comerciais.

“Assistimos há pouco um grande candidato à chefia de um Estado dizendo que se eu não apagar o fogo da Amazônia ele vai levantar barreiras comerciais contra o Brasil. Como é que nós vamos fazer frente a tudo isso? Apenas pela democracia não dá. Depois que acabar a saliva tem que ter pólvora”, afirmou.

“Não precisa nem usar a pólvora, tem que saber que tem. Esse é o mundo, ninguém tem o que nós temos. Nós temos que nos fortalecer. E como nos fortalecer? Liberando a economia, livre mercado. Dando liberdade para quem quer trabalhar, e não enchendo o saco de quem quer produzir”, completou.

Bahia.Ba