O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou nesta sexta-feira, dia 14, a decisão de Alexandre de Moraes, que comanda o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), de barrar investigações que miram institutos de pesquisa. Moraes alegou em seu despacho a ausência de justa causa e “incompetência absoluta” dos órgãos para uma apuração do tipo no período eleitoral.

Além de dizer que a decisão do ministro favorece seu adversário, o ex-presidente e candidato do PT à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, que terminou o primeiro turno em primeiro lugar na disputa, Bolsonaro disse que o candidato de Moraes é Geraldo Alckmin, vice na chapa de Lula.

“Começou aí o Cade e a PF a investigar institutos de pesquisa. O que ele [Moraes] fez? Não pode investigar. Ou seja, institutos vão continuar mentindo, e nessas mentiras quantos votos não arrastam pro outro lado. Geralmente, vota em quem tá ganhando, 3, 4 milhões de votos”, disse Bolsonaro, em entrevista ao podcast Paparazzo Rubro-Negro.

Bahia.Ba