O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) comemorou na noite desta quinta-feira, dia 06, o apoio de três novos prefeitos e ressaltou que novos anúncios de adesões serão feitos nos próximos dias. Ele se reuniu, no Centro de Convenções, com prefeitos e vice-prefeitos de todas as regiões da Bahia, que foram a Salvador a fim de reforçar o seu apoio neste segundo turno.

No encontro, Neto destacou que, mesmo diante de ataques e perseguições enfrentados no primeiro turno, impostos pelo grupo que domina o poder há 16 anos, o resultado das eleições apontou que a maioria do povo baiano votou contra os atuais governantes, demonstrando o desejo por mudança.

Participaram da reunião prefeitos que já estavam na base de Neto no primeiro turno e novas adesões, a exemplo dos gestores de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos); de Curaçá, Pedro Oliveira (PSC); e Zé do Povo (UB), de Ourolândia, município do qual o ex-prefeito Antônio Araújo (PL) também declarou apoio a ACM Neto. O encontro ocorreu logo após o evento com lideranças de todas as regiões do estado, realizado no Centro de Convenções de Salvador.

ACM Neto agradeceu às adesões mais recentes: “Teremos mais anúncios importantes nos próximos dias, de outros prefeitos, ex-prefeitos, candidatos que disputaram as eleições no primeiro turno por outros partidos e que agora estão nos acompanhando. Eu não tenho dúvidas de que, com a soma dos esforços daqueles que estiveram conosco no primeiro turno, mais aqueles que estarão conosco no segundo, vai prevalecer a vontade de mudança dos baianos. Ou seja, vai prevalecer o voto no 44”, disse.

O candidato do União Brasil destacou a mobilização espontânea que tem tomado conta dos comitês de campanha, com o aumento na procura por materiais gráficos, e nas redes sociais, com o crescimento dos compartilhamentos. “Parece que se repete um filme na minha cabeça. Em 2012, foi a mesma coisa. No segundo turno, a mobilização saiu da esfera política e ganhou as ruas, as pessoas, de forma muito espontânea”, disse, lembrando a disputa para prefeito de Salvador que ele venceu.

Ascom