Em sua 331ª edição, a Romaria de Bom Jesus da Lapa será reconhecida nesta quinta-feira, dia 4, como patrimônio imaterial da Bahia na 6ª reunião ordinária do ano da Câmara de Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Natural (CPHAAN), do Conselho Estadual de Cultura (CEC). A sessão acontecerá no auditório da Câmara de Vereadores de Bom Jesus da Lapa.

Após dois anos sem comemoração, a tradicional romaria já começou e vai até sábado (6). Nesta edição, deve ser festejado também o reconhecimento da manifestação cultural como patrimônio imaterial da Bahia. A expectativa é reunir um público estimado em 600 mil pessoas, mesmo número da última edição presencial em 2019.

Em 2017, o governo estadual começou o processo para reconhecimento da romaria. Cinco anos depois, o registro especial foi concluído pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) e aguarda agora a relatoria da conselheira Evanice Lopes e a Câmara de Patrimônio da Bahia emitir parecer final e aprovar a consagração. O texto depois vai seguir para homologação do governador e publicação no Diário Oficial.

A Bahia já tem 26 registros definitivos de patrimônio imaterial. O ofício das Baianas de Acarajé e dos Vaqueiros, e o Carnaval de Maragogipe são alguns deles.

Metro1