Resquícios de uma frente fria vinda da região Sudeste do Brasil, favorecem a formação de áreas de instabilidade em Salvador, aumentando as chances de chuvas de intensidade moderada, acompanhadas por rajadas de vento, como as registradas ao longo dessa segunda-feira, dia 9. Há risco para alagamentos e deslizamentos de terra.

Os maiores acumulados de chuvas em 12h foram registrados na Base Naval de Aratu (80,4mm), Itacaranha (72mm), Ilha de Maré (69mm), São Tomé de Paripe (65,3mm) e Alto do Cabrito (61,6mm). Nesta terça (10) são esperadas chuvas fracas a moderadas com risco para deslizamentos de terra, devido aos acumulados de chuvas. A tendência é de que essas chuvas comecem a reduzir na quarta-feira (11), ao longo do dia. As informações são do Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil de Salvador.

Solicitações

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) recebeu 34 solicitações até as 13h15 desta segunda (09). Foram nove ameaças de desabamento, sete ameaças de deslizamento, uma árvores ameaçando cair, dez avaliações de imóveis alagados, um desabamento de imóvel, um desabamento parcial, três deslizamentos de terra e uma infiltração. A Codesal, que integra a categoria de serviços essenciais do município, permanece de plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.

Metro1